Meio ambiente e energia

Meio Ambiente aprova medidas para reduzir desperdício de água

09/09/2016 - 16:41   •   Atualizado em 09/09/2016 - 17:49

A Comissão de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável da Câmara dos Deputados aprovou proposta que visa promover medidas necessárias à conservação, à redução do desperdício e à utilização de fontes alternativas para a captação e o aproveitamento da água em edifícios, bem como à conscientização da população.

Lucio Bernardo Junior / Câmara dos Deputados
Audiência pública sobre as principais obras paralisadas custeadas com recursos do Orçamento Geral da União (OGU) e levantamento das medidas para retomada dos empreendimentos e mitigação do risco de novas paralisações. Dep. Zé Silva (SD-MG)
O relator, Zé Silva, incluiu as alterações previstas no projeto na Lei de Saneamento Básico

O texto aprovado é um substitutivo ao Projeto de Lei 4109/12, do deputado Laércio Oliveira (SD-SE) que pretendia criar um Programa Nacional de Conservação, Uso Racional e Reaproveitamento das Águas, o que foi retirado do texto aprovado no colegiado.

Relator da proposta, o deputado Zé Silva (SD-MG) defendeu o projeto. No entanto, ele fez ajustes para eliminar princípios, diretrizes e conceitos que já constam das Leis de Saneamento Básico (Lei 11.445/07) e de Recursos Hídricos (Lei 9.433/97).

Além disso, no lugar de constituir lei nova, o deputado optou por inserir as mudanças Lei de Saneamento Básico. Com isso, a versão aprovada deixa de prever a criação do programa de conservação de água.

Fiscalização
Entretanto, mantém algumas obrigações das empresas de abastecimento de água, como a correção de falhas para aumentar vazamentos e a fiscalização sobre ligações irregulares.

Zé Silva também retirou do texto original iniciativas relacionadas à legislação urbanística de competência municipal. Uma delas foi a obrigatoriedade de edificações residenciais e comerciais construírem sistema integrado de captação e reutilização de águas pluviais.

Tramitação
A proposta, já aprovada pelas comissões de Desenvolvimento Urbano; e de Minas e Energia, ainda será analisada, de forma conclusiva, pela Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania.

Reportagem – Emanuelle Brasil
Edição – Newton Araújo

A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura 'Agência Câmara Notícias'.


Íntegra da proposta