Política e Administração Pública

Relator da CPI da Petrobras poderá acatar pedidos de indiciamento

19/10/2015 - 21:47  

Assista ao vivo

O relator da Comissão Parlamentar de Inquérito da Petrobras, deputado Luiz Sérgio (PT-RJ), admitiu que poderá acatar sugestões de integrantes da CPI em relação a indiciamentos. “Até a quinta-feira (22), vamos unificar os pedidos de indiciamento em um único capítulo do relatório com base no que foi sugerido pelos sub-relatores”, informou.

Três dos sub-relatores, Bruno Covas (PSDB-SP), Andre Moura (PSC-SE) e Altineu Côrtes (PR-RJ), recomendaram mais de 60 indiciamentos, inclusive da presidente Dilma Rousseff e dos ex-presidentes da Petrobras José Sérgio Gabrielli e Graça Foster — sugestões que não haviam sido incorporadas ao relatório final.

O presidente da CPI, deputado Hugo Motta (PMDB-PB), anunciou que a comissão vai se reunir para que o relator acolha ou não as sugestões. Os sub-relatores que não se sentirem contemplados poderão apresentar destaques para votação em separado até o início da análise do relatório final, marcado para a quinta-feira. “Vamos tentar diminuir ao máximo o número de destaques”, disse Motta.

Bruno Covas deixou clara a sua insatisfação com o parecer apresentado por Luiz Sérgio. ”Está parecendo um não relatório”, disse. O deputado Ivan Valente (Psol-SP) anunciou que vai apresentar um relatório paralelo.

A CPI está reunida no Plenário 1.

Mais informações a seguir.

Reportagem – Antonio Vital
Edição – João Pitella Junior

A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura 'Agência Câmara Notícias'.