Direitos Humanos

CPI investiga exploração de crianças em Santa Catarina

29/08/2013 - 12:42  

A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes promove audiência pública, nesta tarde, em Florianópolis (SC) para ouvir autoridades locais.

Em março,em depoimento à CPI, a representante do Movimento dos Atingidos por Barragens, Alexania Rossato, disse que na barragem de Barra Grande, na divisa entre o Rio Grande do Sul e Santa Catarina, 20 casas de prostituição próximas ao canteiro de obras foram construídas pela concessionária do empreendimento.

A CPI também investiga a denúncia de que adolescentes traficadas de Santa Catarina estariam sendo exploradas em uma boate que funcionava perto dos canteiros de obras da Usina de Belo Monte, próximo a Altamira, no Pará.

Foram convidados para participar da audiência:
- o governador de Santa Catarina, Raimundo Colombo;
- o prefeito de Florianópolis, Cesar Souza Junior;
- o presidente da Comissão de Defesa dos Direitos da Criança e Adolescente da Assembleia Legislativa de Santa Catarina, Serafim Venzon;
- o presidente do Tribunal de Justiça (TJ) de Santa Catarina, desembargador Cláudio Barreto Dutra;
- o coordenador estadual da Infância e da Juventude do TJ de Santa Catarina, desembargador Sergio Izidoro Heil;
- a juíza da Vara da Infância e Juventude do TJ de Santa Catarina, Brigitte Remor de Souza May;
- o procurador-geral de Justiça de Santa Catarina, Lio Marcos Marin.

A audiência, proposta pela deputada Carmen Zanotto (PPS-SC), será realizada às 14h30, na Assembleia Legislativa do estado.

Da Redação/ND

A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura 'Agência Câmara Notícias'.