Relações exteriores

Patriota afirma que Brasil levará denúncia de espionagem à ONU

10/07/2013 - 15:28  

O ministro de Relações Exteriores, Antônio Patriota, afirmou há pouco que as denúncias de monitoramento das comunicações no Brasil pelo governo norte-americano ferem a soberania, os direitos humanos e outros tratados. Durante reunião conjunta das Comissões de Relações Exteriores da Câmara e do Senado, Patriota disse ainda que o episódio configura uma questão altamente sensível a ser tratada não só bilateralmente mas também nas Organização das Nações Unidas.

“Ainda estamos estudando mecanismos para isso", disse. O ministro explicou ainda que um código de conduta na Internet ainda enfrenta dificuldades para ser adotado multilateralmente. Ele reiterou que a questão envolve diferentes ministérios e órgãos públicos, como Ministério da Defesa, Comunicações, Justiça e a Anatel.

Além de Patriota participa de reunião o ministro da Defesa, Celso Amorim e do gabinete de Segurança José Elito.

O presidente da Comissão de Relações Exteriores da Câmara, deputado Nelson Pelegrino (PT-BA), destacou a gravidade dos fatos que chegaram ao conhecimento público. Ele disse que as explicações das autoridades não encerram essa questão e que é preciso entender a extensão do problema.

“É preciso levar adiante o debate sobre o diagnóstico do problema”, disse, alertando para a importância de o Congresso aprovar o marco civil da internet e para a necessidade de regulação internacional da internet.

Reportagem – Georgia Moraes
Edição – Rachel Librelon

A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura 'Agência Câmara Notícias'.