Política e Administração Pública

Vice-presidente da Câmara diz que Senado tem condição de votar MPs

Andre Vargas afirmou que não é razoável os senadores dizerem que não vão ter tempo de analisar as MPs, já que eles participaram das comissões mistas que discutiram as propostas.

28/05/2013 - 17:19  

O 1º vice-presidente da Câmara, deputado Andre Vargas (PT-SP), disse há pouco que o Senado tem condições de votar até a meia-noite de segunda-feira as medidas provisórias 601/12, que desonera a folha salarial de alguns setores da economia; e 605/13, que trata da redução das tarifas de energia. A MP 605 foi aprovada pela Câmara nesta manhã, e a 601 está sendo votada neste momento.

As duas medidas precisam ser votadas até segunda-feira para não perder a validade. O problema é que o presidente do Senado, Renan Calheiros, disse que não vai votar nenhuma MP que chegue à Casa com menos de 7 dias de vigência. A declaração foi feita durante a votação da MP dos Portos.

Andre Vargas disse que não é razoável os senadores dizerem que não vão ter tempo de analisar as MPs, já que eles participaram das comissões mistas que discutiram as propostas. "Não é em cima da hora, os senadores também participaram das comissões mistas, que fizeram audiências públicas e outras discussões", disse.

O vice-presidente questionou ainda o prazo de sete dias fixado por Renan. "Pode ser muito para matérias simples e pouco para matérias complexas", disse.

Reportagem – Carol Siqueira
Edição – Pierre Triboli

Tempo real:

A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura 'Agência Câmara Notícias'.