Segurança

Secretários cobram articulação entre governos em combate a violência

19/03/2013 - 12:32  

Os secretários de segurança pública de Minas Gerais, Rômulo Ferraz, e do Distrito Federal, Sandro Avelar, cobraram articulação entre governos federais e regionais no combate à violência. “Apesar do avanço social experimentado pelo País na última década, com efetiva distribuição de renda, infelizmente os níveis de violência não têm diminuído. Temos de nos debruçar sobre esse tema e estudá-lo para que os resultados possam ser alcançados em benefícios de todos”, argumentou Ferraz.

De acordo com Avelar, os índices de produtividade dos policiais têm aumentado ano a ano, mas a sensação de segurança da população não tem seguido o mesmo fluxo: “Nossas corporações trabalham cada vez mais, com melhores dados de prisão e apreensão de drogas. Mas a violência continua”, lamentou.

Armas de fogo demais
Rômulo Ferraz e Sandro Avelar participam da comissão geral sobre segurança pública e violência no trânsito, que acontece neste momento no Plenário da Câmara. No debate, Ferraz destacou alguns dos maiores problemas enfrentados pelos estados. Entre eles estão o aumento da quantidade de armas de fogo nas ruas, as explosões de caixas eletrônicos e o uso de telefones celulares em presídios. “Essa prática está na raiz dos crimes mais graves, já que os indivíduos nos presídios continuam comandando ações criminosas”, alertou o secretário de Minas Gerais.

Participe
Os internautas também podem debater o tema em bate-papo no portal e-Democracia. É possível fazer comentários ou dar sugestões enquanto estiver ocorrendo o debate no Plenário. Os comentários serão divulgados pela TV Câmara, que transmite o debate ao vivo.

Continue acompanhando esta cobertura

Reportagem – Carolina Pompeu
Edição – Mariana Monteiro

Tempo real:

A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura 'Agência Câmara Notícias'.