Direitos Humanos

Conselho tutelar de Altamira passou de 15 para 40 atendimentos diários após Belo Monte

05/03/2013 - 16:22  

A conselheira Lucenilda Lima informou, há pouco, à Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes, que o conselho tutelar de Altamira atende atualmente 40 pessoas por dia. “Antes da construção da hidrelétrica de Belo Monte eram 15 atendimentos. “

Lucenilda Lima afirmou que a infraestrutura no município está precária, não há escolas ou hospitais capazes de atender a demanda da população atual, que é o dobro do que era há alguns anos. A violência no trânsito lota os hospitais, e o conselho tutelar agora trabalha sob a proteção da guarda municipal.

Lucenilda disse que, se os governos federal, estadual e municipal tivessem se organizado, a situação da cidade não estaria tão caótica. Para ela, se nada for feito, a situação vai ficar ainda pior.

A relatora da CPI, deputada Liliam Sá (PSD-RJ), confirmou que a mãe da adolescente, Maribel Correa, não veio a Brasília por medo de sofrer retaliações por parte das outras pessoas da quadrilha que ainda não foram presas.

A parlemantar informou que na próxima semana membros da CPI devem visitar o Pará.

A reunião continua no Plenário 05

Continue acompanhando esta cobertura.

Reportagem - Karla Alessandra/Rádio Câmara
Edição - Newton Araújo

A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura 'Agência Câmara Notícias'.