Política e Administração Pública

Marco Maia cobra votação, no Senado, de nome da Câmara para o CNMP

21/11/2012 - 17:31  

O presidente da Câmara, Marco Maia, leu nesta quarta-feira (21), em Plenário, ofício que mandou à Presidência do Senado protestando contra a falta de apreciação, por aquela Casa, do representante indicado pela Câmara para o Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP), Luiz Moreira Gomes Júnior.

Maia explicou que a indicação foi votada pelos deputados em março deste ano, quatro meses antes do término do mandato do representante. Até o momento, no entanto, os senadores não votaram a recondução ao cargo.

“Considero isso uma afronta ao direito da Câmara dos Deputados de indicar um nome ao conselho. Não é razoável e não é legal. A Casa não irá aprovar mais nenhuma indicação do Senado para qualquer instância federal enquanto os senadores não votarem essa indicação”, afirmou.

O presidente da Câmara pediu o apoio dos deputados para conseguir que o Senado vote a matéria.

Protestos
O líder do PT, deputado Jilmar Tatto (SP), disse que há especulações de que Moreira não teve a indicação aprovada por motivo de perseguição política.

Para o deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ), o Senado jamais poderia ficar oito meses sem votar a indicação.

Já o líder do governo, deputado Arlindo Chinaglia (PT-SP), sugeriu que o tema seja tratado na próxima reunião de líderes partidários. Segundo ele, os líderes devem cobrar essa votação publicamente do presidente do Senado, José Sarney.

Chinaglia propôs, ainda, que cada candidato à Presidência da Câmara se comprometa a retaliar caso o Senado não vote a indicação, tendo atitude similar em relação às indicações dos senadores.

*Matéria atualizada às 17h37.

Reportagem – Eduardo Piovesan e Carol Siqueira
Edição – Pierre Triboli

A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura 'Agência Câmara Notícias'.