Saúde

Padilha questiona dados que indicam redução de verbas no combate à aids

12/04/2011 - 20:06  

Ao ser indagado pelo deputado Vanderlei Macris (PSDB-SP) sobre a redução 37,6% - apontada pelo Sistema de Acompanhamento da Execução Orçamentária (Siafi) - nos recursos do programa do governo de combate à aids entre 2002 e 2010, o ministro da Saúde, Alexandre Padilha, afirmou que é preciso fazer uma avaliação mais detalhada, pois os dados do Siafi podem conter distorções. “Muitas compras de medicamentos não são feitas pelo ministério e podem estar em outras rubricas, por isso há números diferentes”, justificou, em audiência pública da Comissão de Fiscalização Financeira e Controle.

Sobre as denúncias divulgadas pela imprensa de que três drogas de combate à aids - atazanavir, saquinavir e didadosina - estariam em falta no País, Padilha disse que os estoques estão normalizados e que o ministério fez apenas a substituição de um medicamento por outro de mesma eficácia. Segundo ele, todo o procedimento de compra e distribuição do ministério foi revisto para evitar situações que gerem apreensão nos pacientes.

“Estamos conversando com o Tribunal de Contas da União (TCU) para estender os contratos de compra contínua de medicamentos e, assim, poder passar de um ano para o outro sem ter de refazer os documentos, porque isso pode causar desabastecimento”, destacou.

Reportagem – Marcello Larcher
Edição – Marcelo Oliveira

A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura 'Agência Câmara Notícias'.