Política e Administração Pública

Dilma afirma que vai desenvolver economia sem prejudicar área social

31/10/2010 - 22:56  

Veja a íntegra do discurso da presidente Dilma Rousseff

Em seu primeiro pronunciamento, a presidente eleita, Dilma Rousseff, reconheceu que o Brasil terá um duro trabalho para atingir um desenvolvimento econômico “de qualidade”, mas ressaltou que os ajustes a serem feitos não prejudicarão os programas sociais. Ela afirmou que a arrecadação que será feita com o pré-sal permitirá atingir os objetivos sociais. “O fundo social do pré-sal será um mecanismo de poupança de longo prazo”, disse.

Ainda no aspecto econômico, Dilma reafirmou o compromisso com a estabilidade da economia, com os contratos firmados e com as conquistas estabelecidas. Ela ressaltou a importância de simplificar a tributação e também comprometeu-se a valorizar o microempreendedor e a ampliar os limites do Supersimples.

A presidente ressaltou que as agências reguladoras terão respaldo e autonomia para atuar na concorrência.

“Vamos buscar um desenvolvimento de longo prazo. É preciso estabelecer regras mais claras e cuidadosas para evitar a especulação, que aumenta a volatilidade”, afirmou.

Área social
Dilma reforçou o compromisso de erradicar a miséria e criar oportunidade para todos os brasileiros. Essa meta, segundo ela, não será realizada só pelo governo, mas por todos os brasileiros, inclusive empresários, trabalhadores e integrantes de igrejas, universidades, imprensa e governos. “Não podemos descansar enquanto houver famílias e crianças morando nas ruas. Peço o apoio de todos para superar esse abismo que impede o Brasil de ser uma nação desenvolvida”, disse.

Reforma política
Dilma também prometeu se empenhar na reforma política, com “valores republicanos”.

Da Reportagem/PR

A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura 'Agência Câmara Notícias'.