Trabalho, Previdência e Assistência

Câmara rejeita regulamentação de supervisor de segurança portuária

03/05/2010 - 15:47  

Diógenes Santos
Delgado: a supervisão de segurança portuária é uma função para qualquer agente portuário, não uma profissão.

A Comissão de Trabalho, de Administração e Serviço Público rejeitou, na última quarta (28), a regulamentação da profissão de supervisor de segurança portuária, prevista no Projeto de Lei 2438/07, do deputado Paulo Bornhausen (DEM-SC).

A proposta já havia sido rejeitada pela Comissão de Viação e Transportes e será arquivada, a menos que haja recurso para votação em plenário.

Pelo projeto, os supervisores de segurança portuária deveriam trabalhar em portos onde haja tráfego de navios internacionais e em embarcações de perfuração costeira. Esses profissionais seriam responsáveis pela inspeção regular da estrutura portuária, pela elaboração e manutenção do plano de proteção das instalações e por ações de conscientização sobre segurança portuária.

Para o relator, deputado Júlio Delgado (PSB-MG), a supervisão de segurança portuária é uma função a ser desempenhada por qualquer agente portuário, não uma profissão autônoma. “A regulamentação profissional em análise pode desencadear um processo de restrição de acesso às funções desempenhadas no porto”, argumentou.

Reportagem – Carol Siqueira
Edição – Carolina Pompeu

A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura 'Agência Câmara Notícias'.


Íntegra da proposta

Mais conteúdo sobre