Economia

Analise prévia poderá ser obrigatória em fusão de empresas

23/01/2008 - 14:04  

Proposta apresentada pelo deputado Celso Russomanno (PP-SP) cria o rito sumário para a análise de fusões e aquisições de empresas, por parte do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade). O Projeto de Lei 1767/07 modifica a legislação relativa a crimes contra a ordem econômica (Lei 8884/94) e pretende desburocratizar o modelo atual de análise das incorporações entre empresas.

A proposta de Russomanno exige que os pedidos de fusão ou aquisição sejam apresentados para exame prévio e sob rito sumário, junto ao Cade, sendo distribuídos, em dois dias úteis, à Secretaria de Acompanhamento Econômico (Seae), do Ministério da Fazenda; à Secretaria de Desenvolvimento Econômico (SDE) estadual; à Procuradoria do Cade; e ao representante do Ministério Público junto ao Cade. Após a apresentação do pedido, o parecer técnico ou jurídico deverá ser apresentado, de forma preliminar, no prazo máximo de 15 dias.

Análise prévia
O texto também torna obrigatória a realização de análise prévia das fusões e aquisições. As regras atuais permitem que os negócios sejam submetidos ao Cade apenas após a sua formalização e o início de execução dos respectivos contratos pelas empresas interessadas. Segundo o deputado, o atual modelo de análise de fusões e aquisições do Sistema Brasileiro de Defesa da Concorrência (SBDC) tem apresentado "excessiva demora em sua análise", apesar de medidas adotadas por alguns órgãos governamentais para acelerar o processo.

Russomanno lembra que o Cade e as secretarias de defesa econômica se anteciparam às mudanças na lei porque não querem mais trabalhar de acordo com as regras atuais. Segundo ele, a Lei 8884/94 aumentou a burocracia e o número de processos considerados irrelevantes para julgar. A legislação atual determina análises separadas sobre as mesmas fusões pela Seae e pela SDE, além do Cade.

Tramitação
O projeto será examinado em caráter conclusivo pelas comissões de Desenvolvimento Econômico, Indústria e Comércio; e Constituição e Justiça e de Cidadania.

Notícias anteriores:
Comissão especial do Cade adia votação de parecer
Relator apresenta parecer sobre nova lei da concorrência
Advogado quer escuta de telefone contra abusos na economia
Deputado pede investigação de compra do ABN pelo Santander
Anatel fiscalizará custos de serviços de internet
Receita descarta incentivos para pequenos frigoríficos

Reportagem - Roberto Seabra
Edição - Francisco Brandão

(Reprodução autorizada desde que contenha a assinatura `Agência Câmara`)

Agência Câmara
Tel. (61) 3216.1851/3216.1852
Fax. (61) 3216.1856
E-mail:agencia@camara.gov.br

A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura 'Agência Câmara Notícias'.


Íntegra da proposta