Educação, cultura e esportes

Audiência na Câmara discute a criação do Dia do Quadrinho Nacional

A criação de datas comemorativas precisam ser precedidas de debate público

06/06/2024 - 07:30  

Zeca Ribeiro / Câmara dos Deputados
Deputada Juliana Cardoso fala ao microfone
Juliana Cardoso foi quem pediu o debate

A Comissão de Cultura da Câmara dos Deputados promove nesta quinta-feira (6) audiência pública sobre a criação do Dia do Quadrinho Nacional, a ser comemorado em 30 de janeiro. O debate atende a pedido da deputada Juliana Cardoso (PT-SP) e será realizado às 9 horas, no plenário 14.

Juliana Cardoso afirma que o Brasil é um dos pioneiros na criação das histórias em quadrinhos. Ela lembra que o artista Ângelo Agostini, já em 1869, publicou nesse estilo “As aventuras de Nhô Quim ou Impressões de uma viagem a corte”.

"Foi a primeira história em quadrinhos brasileira, dividindo a primazia mundial com a primeira história em quadrinhos conhecida: Max und Moritz, de Wilhelm Bush, publicado na Alemanha em 1865", diz a deputada.

Comemorações estaduais
A publicação de Agostini começou em 30 de janeiro de 1869, por isso, a Associação dos Quadrinhistas e Caricaturistas de São Paulo estabeleceu essa data como o Dia do Quadrinho Nacional.

"Ano após ano, o Dia do Quadrinho Nacional é comemorado em todos os cantos do País", afirma Juliana Cardoso. "Apesar de não ter sido criada por norma legal, [a data] está listada em todos os calendários que registram as efemérides brasileiras."

Debate obrigatório
A criação de dias comemorativos precisa ser precedida de debate público. Isso porque a Lei 12.345/10 exige que o projeto que sugerir a instituição da data comprove a realização de consultas com amplos setores da população.

Da Redação - ND

A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura 'Agência Câmara Notícias'.