Meio ambiente e energia

Comissão aprova projeto que beneficia indústria de reciclagem brasileira

Proposta seguirá para o Senado

01/04/2024 - 09:11  

Renato Araújo/Câmara dos Deputados
Ricardo Ayres fala durante reunião em comissão
Ricardo Ayres recomendou a aprovação de substitutivo

A Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJ) da Câmara dos Deputados aprovou proposta que permite à indústria receber créditos de  PIS/Cofins na compra de sucatas e materiais recicláveis, como resíduos de papel ou metal.

A medida beneficia as empresas tributadas com base no lucro real que compram os insumos recicláveis para utilizá-los como matéria-prima. A proposta visa pacificar a tributação do setor de reciclagem, afetado por uma decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) de 2021.

A proposta tramita em caráter conclusivo e, portanto, seguirá ao Senado, a menos que haja recurso para votação em Plenário.

O relator do projeto, deputado Ricardo Ayres (Republicanos-TO), deu parecer favorável. “A reciclagem é atividade essencial para preservação do meio ambiente e para busca do desenvolvimento sustentável, sendo, assim, imprescindível a concessão de tratamento diferenciados e favorecidos”, disse.

Ayres recomendou a aprovação do substitutivo da Comissão de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, que analisou a matéria anteriormente, e é de autoria do deputado Evair Vieira de Melo (PP-ES). O substitutivo engloba o PL 1800/21, do deputado Domingos Sávio (PL-MG), e o apensado (PL 4035/21).

O texto aprovado tem ainda uma medida que beneficia as cooperativas de catadores que vendem resíduos e produtos reciclados para empresas industriais submetidas ao lucro real. Essa venda será isenta do PIS/Cofins.

Reportagem – Janary Júnior
Edição - Rodrigo Bittar

A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura 'Agência Câmara Notícias'.


Íntegra da proposta