Agropecuária

Comissão debate uso de arroz enriquecido no combate à "fome oculta"

30/11/2023 - 06:43  

Marcelo Camargo/Agência Brasil
Alimentos - restaurante - economia - arroz - feijão - self-service - Comida servida em restaurante em Brasília.

 

A Comissão de Agricultura da Câmara dos Deputados debate nesta quinta-feira (30) o uso do arroz enriquecido no combate da "fome oculta" no Brasil. A fome oculta é a deficiência de vitaminas e minerais e se diferencia da fome clássica, pois pode ocorrer mesmo entre pessoas que ingerem calorias em quantidades suficientes, mas não de forma nutritiva.

O deputado Evair Vieira de Melo (PP-ES) explica que a deficiência de micronutrientes tem como base unicamente na mensuração de níveis de anemia da população. No Brasil 20,9% da crianças menores de 5 anos têm anemia e, considerando apenas do recortes de 6 a 23 meses, esse índice chega a 24,1%.

O Estudo Nacional de Alimentação e Nutrição Infantil, de 2019, indicou que metade das crianças em idade pré-escolar (6 a 59 meses) e 2/3 mulheres não grávidas em idade reprodutiva (15 a 49 anos) apresentaram algum nível de deficiência de micronutrientes.

"Frente a esse cenário, a fortificação do arroz se apresenta como uma forma eficaz para melhoria da saúde da população e da ingestão dos micronutrientes", afirma o deputado. "Diversos estudos que atestam a eficácia e a aceitabilidade do consumidor ao arroz enriquecido, principalmente, porque o arroz é um componente central da dieta de diversas culturas."

O debate será realizado às 10 horas, no plenário 6.

Da Redação – RL

A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura 'Agência Câmara Notícias'.