Decisão de enviar projeto de lei agrada parlamentares

20/06/2007 - 19:45  

Parlamentares consideraram, nesta quarta-feira, como positiva a iniciativa do governo de enviar a proposta do Fundo de Financiamento ao Estudante do Ensino Superior (Fies) por meio de projeto de lei (PL 920/07), e não por medida provisória. O deputado Arnaldo Faria de Sá (PTB-SP) afirmou que, dessa forma, a discussão não prejudica o trabalho da Câmara, porque a matéria não tranca a pauta nem exige uma comissão especial.

O deputado Eduardo Gomes (PSDB-TO) também elogiou a iniciativa, mas afirmou que é preciso reconhecer as contribuições dadas pelas propostas dos deputados à versão final que chega ao Plenário.

O deputado Dr. Ubiali (PSB-SP) disse que a discussão profunda realizada na Câmara para o aperfeiçoamento da proposta do Fies foi fundamental no sentido de criar novas condições para viabilizar o ensino no País.

Juros e pós
O deputado Gastão Vieira (PMDB-MA) também destacou os avanços inseridos por deputados na proposta. Entre os principais pontos, ele citou o uso dos juros simples; a inclusão de mestrado e doutorado entre as possibilidades de financiamento; e a carência de seis meses.

Para o deputado Chico Alencar (Psol-RJ), não basta dizer que o projeto beneficia os estudantes. Ele afirmou que a proposta beneficia empresas de ensino superior privadas, desviando dinheiro do ensino público "e, pior, para maus pagadores de impostos".

Reportagem - Vania Alves
Edição - Francisco Brandão

(Reprodução autorizada desde que contenha a assinatura `Agência Câmara`)

Agência Câmara
Tel. (61) 3216.1851/3216.1852
Fax. (61) 3216.1856
E-mail:agencia@camara.gov.br
JPJ

A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura 'Agência Câmara Notícias'.