CÂMARA DOS DEPUTADOS - DETAQ

Sessão: 76.2021.B Hora: 09:00 Fase: BC
Orador: ZECA DIRCEU, PT-PR Data: 09/09/2021

 O SR. ZECA DIRCEU (PT - PR. Sem revisão do orador.) - Infelizmente, o caos é cada vez maior em nosso País, e Bolsonaro é o grande responsável por isso.
Bolsonaro intensificou nos últimos dias, no Sete de Setembro, aquilo que já fazia desde o início do seu mandato. Ele propaga mentiras, fake news, estimula o ódio e aposta o tempo todo, e numa escala cada vez maior, no conflito. É impossível um país dar certo assim.
É óbvio que essa postura, que vem desde 2019, só vai aumentar o desemprego, a inflação, o custo cada vez mais alto dos alimentos, da água, da luz, dos combustíveis, do gás de cozinha. A atitude de Bolsonaro é a atitude de um insano, de um irresponsável, de um despreparado, de alguém que não tem a mínima condição de governar o País e acaba indo buscar nessas atitudes a sua sobrevivência política.
Nós sabemos que Bolsonaro não faz isso só por sobrevivência política. Ele sabe o que o espera na Justiça. Ele, seus filhos, sua família têm a vida marcada pelo envolvimento com as milícias. Há contra eles provas e mais provas de desvio de dinheiro público, rachadinha, corrupção, ocultação de patrimônio, enriquecimento ilícito.
Quando Bolsonaro estimula o caos, é óbvio que ele não está pensando no Brasil. Quando Bolsonaro estimula o caos, é óbvio que ele não está respeitando seus próprios apoiadores, seus próprios seguidores, que são enganados por acreditarem que estão em defesa do Brasil. Toda ação é para salvar o próprio Bolsonaro. Todo caos instalado no País é para salvar a sua família. Todo prejuízo que está trazendo para a vida das pessoas, com a volta da fome, com a miséria, com o desemprego, todo esse caos tem uma razão óbvia e evidente.
Cabe a nós, cabe à Câmara dos Deputados, cabe ao Congresso Nacional dizer basta! O impeachment tem que tramitar!
Nós temos que parar esse genocida, esse inconsequente, e voltar a cuidar do Brasil, cuidar da educação, cuidar da saúde, cuidar do emprego, cuidar do nosso povo e da nossa gente.