CÂMARA DOS DEPUTADOS - DETAQ

Sessão: 39.2020 Hora: 22:32 Fase: OD
Orador: FERNANDA MELCHIONNA, PSOL-RS Data: 31/03/2020

A SRA. FERNANDA MELCHIONNA (PSOL - RS. Como Líder. Sem revisão da oradora.) - Sr. Presidente, eu vou ficar nos 3 minutos, mas não poderia deixar de registrar que a mentira compulsiva deve ser um problema de família. Eu ouvi aqui o 02 falar na tribuna do plenário. De fato, é um escândalo a quantidade e a capacidade de mentir sobre os fatos do Governo de um Presidente que, na verdade, se comporta como um criminoso ao não garantir a proteção da nossa população lá atrás.

Vejam, nós estamos no dia 31 de março, um dia em que precisamos reafirmar que ditadura nunca mais! Porém, infelizmente, nós temos Ministros que valorizam no Twitter os anos de chumbo e os anos de silêncio dos fuzis.

Neste 31 de março, Sr. Presidente, já passam 14 dias desde que se começou a discutir a necessidade imediata de aprovação de uma renda básica emergencial para a população. O Governo prometeu 200 reais. Eu me lembro de que o Ministro Paulo Guedes, na reunião em que o Presidente Rodrigo Maia convocou, com o Ministro Mandetta, dizia que, com 5 bilhões, ele tiraria o Brasil da crise. Ele disse isso, Deputado Elias! O Ministro da Saúde apresentou um quadro dramático. Não seria necessário o Ministro da Saúde fazer isso, pois basta ver os jornais, a situação da China. Basta ver que centenas de pessoas morrem todos os dias na Itália e na Espanha, para saber a gravidade desta situação.

Eu acabo de receber no Twitter um comentário sobre a chantagem e a mentira de Paulo Guedes. Ele pode muito bem abrir uma medida provisória com crédito extraordinário e pagar amanhã uma renda básica para os trabalhadores informais. Eu vi no Twitter uma manicure dizer uma verdade: "Eles querem nos fazer voltar a trabalhar. Eu já estou há 14 dias sem fazer unhas, já não tenho mais comida em casa, não tenho mais condições de pagar as contas básicas da minha família". Ela continua na mensagem: "Eu não posso mais continuar assim. Eu queria a renda básica, mas vou ter que sair do isolamento".

É isso que o Governo está fazendo com esta manicure chamada Nana. É isso que o Governo está fazendo com os motoristas de aplicativos, com os trabalhadores informais, com os camelôs. A renda básica precisa ser imediatamente concretizada, mas, infelizmente, a irresponsabilidade de quem quer salvar os mercados coloca em risco a vida das manicures, das faxineiras, dos camelôs, dos ambulantes, daqueles que fazem parte do Bolsa Família e do Cadastro Único, dos desempregados que estão passando fome e não têm outra escolha, senão contrair o coronavírus ou morrer de fome.

O Estado deveria entrar em cena e garantir o isolamento social e a renda para que essas pessoas não sejam vetores de transmissão do vírus e para que não percam a vida e não vejamos milhares de brasileiros morrerem.

Bolsonaro precisa ser retirado, porque ele é um criminoso. A cada dia que passa, ele segue com irresponsabilidades que custam ao povo brasileiro e ao futuro do nosso País.

Renda básica já! Paguem logo!

Nossa luta segue.

Muito obrigada, Sr. Presidente.