CÂMARA DOS DEPUTADOS - DETAQ

Sessão: 271.2018 Hora: 13h44 Fase: OD
  Data: 13/12/2018

Sumário

Contrariedade à extinção da Empresa Brasil de Comunicação - EBC. Prisão de suspeitos do assassinato da Vereadora Marielle Franco e do motorista Anderson Pedro Gomes, ocorrido no Rio de Janeiro, Estado do Rio de Janeiro.

 O SR. CHICO ALENCAR (PSOL - RJ. Como Líder. Sem revisão do orador.) - Presidente, Deputadas, Deputados, servidores, todos que acompanham esta sessão, em nome do PSOL e de mais de 140 entidades da área de comunicação pública no Brasil, trabalhadores, jornalistas, cameramen e todos que produzem a importante comunicação, quero manifestar nossa posição contrária ao anúncio de extinção da EBC - Empresa Brasileira de Comunicação, que desempenha um papel histórico absolutamente importante para a comunicação democrática na educação brasileira, no desenvolvimento da nossa cultura, no amparo e acolhimento das manifestações, às vezes pouco valorizadas, da nossa extremamente rica diversidade cultural.
Há uma intenção do Governo futuro, já manifesta, de acabar com a EBC, de tirar do povo brasileiro a possibilidade de ter esse espaço, que, ao contrário, tem que ser possibilitado, melhorado, ampliado. Sabemos que quando a comunicação fica à mercê apenas das empresas que são da dinâmica do mercado, que têm a lógica do sistema propriamente dito a orientá-las à publicidade para haver a sua sustentação, nós não temos a informação completa, plena e democrática. A editorialização, em função de interesses econômicos e mercadológicos, acontece muitas vezes.
Então, o instrumento da comunicação pública e o papel da EBC são absolutamente importantes na sociedade brasileira. Seus trabalhadores inclusive foram apenas comunicados dessa intenção do Governo.
Esperamos que segmentos - inclusive o segmento militar, que é muito forte no Governo hoje - percebam como isso afeta hoje a soberania nacional, a cultura nacional, a ideia de Nação.
Então, nosso repúdio e resistência a esse anunciado fim da EBC e nossa solidariedade a todos os que trabalham, no Brasil inteiro, nessa empresa que é do povo brasileiro e precisa não apenas continuar, mas ser ampliada.
Por fim, afinal - isto não nos contenta, nem resolve quase nada -, na véspera de se completarem 9 meses da barbárie que vitimou nossa Vereadora Marielle Franco e seu motorista Anderson Gomes, afinal, agora, só agora, só hoje, houve prisão de suspeitos. Só hoje! Isso é um sinal positivo, mas vejam como essa investigação é lenta, como a impunidade é forte neste País. E, é claro que, pelo lido, pelo visto, as prisões foram de pessoas ali talvez da área da execução do crime, mas como ele foi engendrado e os elementos dos aparatos de Estado mais poderosos, parece que esses ainda não estão nessa linha da investigação, nem da detenção para averiguação.
Esperamos que isso seja o início, seja a ponta de um fio que precisa ser desvendado, porque o crime é político, o crime tem - afirmamos isso com muita segurança - elementos poderosos do sistema a urdi-lo e agora a acobertá-lo.


EMPRESA BRASIL DE COMUNICAÇÃO (EBC), EXTINCÃO. PRISÃO, SUSPEITO, HOMICÍDIO, MARIELLE FRANCO, VEREADORA, ANDERSON PEDRO GOMES, MOTORISTA, RIO DE JANEIRO (RJ).
oculta