CÂMARA DOS DEPUTADOS - DETAQ

Sessão: 179.3.55.O Hora: 16:02 Fase: OD
Orador: ALEXANDRE VALLE, PR-RJ Data: 05/07/2017

PRONUNCIAMENTO ENCAMINHADO À MESA PARA PUBLICAÇÃO


O SR. ALEXANDRE VALLE (PR-RJ. Pronunciamento encaminhado pelo orador.) - Sr. Presidente, Sras. e Srs. Deputados, caros ouvintes da Rádio Câmara, telespectadores da TV Câmara, o desfile das escolas de samba não é um patrimônio apenas do Rio de Janeiro, faz parte dos atrativos turísticos do Brasil, consolidando-se todo ano como um importante evento para movimentar a economia da cidade.
Por isso, faço um apelo ao prefeito Marcelo Crivella para manter a subvenção dada pela Prefeitura às escolas de samba. Cortá-la pela metade, como Crivella anunciou recentemente, pode não apenas inviabilizar a festa, mas principalmente aumentar o desemprego numa época em que os postos de trabalho permanecem reduzidos no Rio de Janeiro.
Crivella anunciou sua decisão de tirar dinheiro do carnaval para dobrar de R$10,00 para R$20,00 o valor diário gasto com cada uma das 12 mil crianças matriculadas em 158 creches conveniadas com o Município. Até entendo a preocupação do Prefeito em querer assegurar recursos para investir na educação neste período difícil que a economia nacional enfrenta, mas não concordo em penalizar as escolas de samba.
Representantes do setor turístico e das escolas de samba argumentam que o investimento da Prefeitura no maior evento da cidade incrementa a economia do Rio. A festa, segundo cálculos da RIOTUR, órgão da Prefeitura, movimenta R$ 3 bilhões no período, aumentando a arrecadação de impostos.
Sras. e Srs. Deputados, em 2016 e 2017, cada escola do Grupo Especial recebeu R$ 2 milhões da Prefeitura, por ano. Reportagens recentes na imprensa afirmam que o remanejamento de R$ 13 milhões não seria suficiente para cobrir os novos investimentos prometidos em todas as creches conveniadas. Para dobrar o valor das diárias pagas por criança, o Prefeito do Rio precisaria de R$ 43,2 milhões a mais por ano. O dinheiro tirado do carnaval seria suficiente para atender apenas 3.611 crianças.
O desfile das escolas de samba traz receita, movimenta a economia. O carnaval gera empregos, renda. É importante para a cidade. Assim como o Prefeito, sou evangélico também, mas entendo que é preciso governar para todos. E certamente a maioria da população do Rio aprova o carnaval e espera ansiosa pelos desfiles das escolas de samba, porque essa festa é um grande instrumento para o povo trabalhador ganhar dinheiro e se divertir.
Espero que o Prefeito Marcelo Crivella possa sentar-se com os representantes da Liga Independente das Escolas de Samba do Rio de Janeiro - LIESA e chegar a um acordo que seja bom para todos. Além de manter a subvenção às escolas, a Prefeitura deve fiscalizar e exigir da LIESA transparência na utilização dos recursos públicos, como também estimular patrocinadores privados a ajudarem as agremiações.
Não podemos permitir que um espetáculo tão importante para a imagem da cidade e para atrair turistas do mundo tenha a sua existência ameaçada. O desfile das escolas de samba é a maior festa da cidade, é a cara do Rio, patrimônio do Brasil.
Era o que eu tinha a dizer.
Muito obrigado pela atenção, Sras. Deputadas, Srs. Deputados.