CÂMARA DOS DEPUTADOS - DETAQ

Sessão: 068.2.55.O Hora: 18:26 Fase: OD
Orador: ALEXANDRE VALLE, PR-RJ Data: 05/04/2016

PRONUNCIAMENTO ENCAMINHADO À MESA PARA PUBLICAÇÃO

O SR. ALEXANDRE VALLE (Bloco/PR-RJ. Pronunciamento encaminhado pelo orador.) - Sr. Presidente, Sras. e Srs. Deputados, os casos de violência dentro da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro amedrontam os estudantes, além de chocarem toda a comunidade acadêmica da instituição localizada no Município de Seropédica.
Solicito o apoio desta Casa para a realização de uma audiência pública, com a devida urgência, para que sejam discutidas ações visando restabelecer a segurança de todos que circulam no campus da UFRRJ.
Não podemos ficar de braços cruzados diante de roubos e assaltos cometidos dentro da universidade. Não podemos apenas lamentar os estupros ocorridos no campus. Precisamos agir, senhoras e senhores!
Faço um apelo à Reitoria, ao Ministério da Educação, à Polícia Federal e demais autoridades da área de segurança pública, para que possam, conjuntamente, dar uma resposta urgente e satisfatória aos estudantes.

É inadmissível a falta de iluminação no campus. É inaceitável a falta de cuidado com as instalações, o que faz estudantes caminharem em meio a matagais no interior da universidade. A preocupação é maior ainda para quem sai das aulas no turno da noite. As alunas têm de percorrer longos caminhos no escuro. Estudantes precisam chegar até os alojamentos e outros vão para bairros próximos, tornando-se alvos de criminosos, maníacos sexuais que agem dentro e fora da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro.
Sras. e Srs. Deputados, foi criada uma página no Facebook, chamada Abusos cotidianos - UFRRJ, que já tem mais de 600 relatos de violência sexual praticada dentro do campus. Há casos ocorridos desde 1970. O estupro mais recente ocorreu no mês passado, março. É estarrecedor. É vergonhoso para as autoridades responsáveis pela universidade e pela segurança pública. Crimes não podem ser tolerados, devem ser apurados com todo o rigor necessário, nas esferas policiais e administrativas. É o mínimo que se espera, e se exige.
Presto aqui a minha solidariedade às vítimas de criminosos no campus da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, especialmente às mulheres, e declaro apoio às manifestações pacíficas de protesto que estão sendo realizadas nos últimos dias pelas estudantes.

Espero, também, que a cobertura da grande imprensa aos casos de violência pressionem as autoridades responsáveis a tomarem as medidas necessárias para proporcionar segurança aos estudantes e a todos que circulam no campus.
Para finalizar, reitero o apelo feito no início do meu pronunciamento, para que possamos discutir, através de uma audiência pública, soluções para os problemas enfrentados pela comunidade acadêmica da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro.
É o que eu tinha a dizer.
Grato pela atenção.