CÂMARA DOS DEPUTADOS - DETAQ

Com redação final
Sessão: 393.1.55.O Hora: 14:28 Fase: PE
Orador: ZÉ GERALDO Data: 15/12/2015




O SR. PRESIDENTE (Carlos Manato) - Com a palavra o último orador inscrito, Deputado Zé Geraldo, por 1 minuto.
O SR. ZÉ GERALDO (PT-PA. Sem revisão do orador.) - Sr. Presidente, quero dar como lido o meu pronunciamento e pedir que os meios de comunicação da Casa, inclusive A Voz do Brasil, o divulguem.
Como não sou doutor em História, fui pesquisar o nome que a Polícia Federal deu a essa Operação: Catilinárias. Eu discorro sobre esse tema aqui. Acho que ele é apropriado para o momento que nós estamos vivendo.
Eu solicito a V.Exa. que considere lido meu pronunciamento.Farei a sua leitura em outro momento.

PRONUNCIAMENTO ENCAMINHADO PELO ORADOR

Sr. Presidente, Sras. Deputadas, Srs. Deputados, funcionários e todos aqueles que nos acompanham pelos veículos de comunicação da Casa, a operação deflagrada hoje pela Polícia Federal, com a autorização do Supremo Tribunal Federal, não poderia ter nome mais apropriado: Catilinárias.
Catilinárias foram os famosos discursos de Cícero, filósofo e político romano, responsáveis por desmoralizar e desmontar um golpe comandado por um dos mais corruptos Senadores romanos contra a República Romana e contra o próprio Cícero, que era Cônsul à época. Os poderes de um Cônsul na República Romana juntavam os poderes de Presidente da República, Presidente do Supremo e Chefe das Forças Armadas de hoje, exercendo, portanto, as funções administrativas, legislativas e judiciais.
Catilina foi um criminoso político, corrupto e assassino. Catilina tinha sede de poder e, mesmo com um passado de crimes — era acusado de assassinar atéo próprio filho —, galgou vários cargos políticos da República Romana do século I antes de Cristo. Mas o que queria Catilina era o cargo de Cônsul. Não o conseguindo pela indicação da assembleia, tenta desmoralizar o Senado e a República Romana com discursos populistas e falso moralistas, direcionando ataque frontal aos cônsules da época. Cícero foi uma das vítimas de Catilina, tendo chegado até mesmo a sofrer tentativa de homicídio.
Quando Cícero, então, tenta mostrar os crimes de Catilina, através de seus famosos discursos,que ficaram conhecidos como Catilinárias, Catilina e seus seguidores, conhecidos à época como falidos morais e fanáticos honestos, empreendem uma verdadeira conspiração para derrubar Cícero e acabar com a República e o Senado.
Cícero, com apoio do Senado, consegue barrar as loucuras de Catilina, com a sua condenação e morte. Portanto, a República e o Senado são preservados, e Roma fica livre de um psicopata cruel e criminoso.
Sr. Presidente, Sras. e Srs. Deputados, qualquer semelhança com nossa atual situação de total desrespeito à democracia não será mera coincidência.
Até quando, Catilina, abusarás de nossa paciência? — perguntou Cícero. Até quando, Cunha, abusarás de nossa paciência? — questionam 91% da população brasileira.
Portanto pergunto: Cunha, por que não renuncias já à Presidência desta Casa e ao mandato que não mais lhe pertencem?

O SR. PRESIDENTE (Carlos Manato) - Dando início ao período do Pequeno Expediente, concedo a palavra à primeira oradora inscrita, Deputada Erika Kokay. (Pausa.)
Concedo a palavra ao Deputado Paes Landim, do PTB do Piauí.
V.Exa. tem 5 minutos na tribuna.