CÂMARA DOS DEPUTADOS - DETAQ

Com redação final
Sessão: 386.1.55.O Hora: 17:06 Fase: GE
Orador: MOEMA GRAMACHO Data: 09/12/2015



O SR. PRESIDENTE (Gilberto Nascimento) - Concedo a palavra à Deputada Moema Gramacho, da Bahia.
A SRA. MOEMA GRAMACHO (PT-BA. Pela ordem. Sem revisão da oradora.) - Sr. Presidente, Srs. Deputados, Sras. Deputadas, quero antecipadamente pedir desculpas à população, mas não encontrei outra palavra para definir o que aconteceu no Conselho de Ética: safadeza. Aliás, até há sim outras palavras, mas prefiro resumir tudo em safadeza e desrespeito ao povo brasileiro.
O Presidente Eduardo Cunha mandou destituir o Relator, Deputado Fausto Pinato, porque ele não se submeteu às suas chantagem e ameaças. Então o Conselho de Ética designou outro Relator, o Deputado Zé Geraldo. De repente, outro golpe, e foi destituído também o Deputado Zé Geraldo.
Enquanto o Presidente Eduardo Cunha não achar um Deputado que o defenda, vai continuar aplicando golpe em cima de golpe. Foi assim o ano inteiro, foi assim ontem e foi assim agora no Conselho de Ética.
Deputados, não se submetam a esta chantagem! Esse senhor não pode continuar presidindo esta Casa e utilizando a Presidência em benefício próprio. Ele está afundando e quer levar consigo os Deputados. Nós não podemos permitir isto. Vamos dar um basta! Até quando ele vai ficar interferindo no processo, sempre em benefício próprio? Precisamos acabar com isso.
Fora já, Cunha, da Presidência desta Casa!
Que ele responda no Conselho de Ética como Deputado, com o direito de defesa assegurado, mas sem tentar manipular os Deputados.
Minha solidariedade ao Relator, Deputado Fausto Pinato. Minha solidariedade e meus parabéns a V.Exa. pelacoragem, por não ter sucumbido à ameaça do Presidente Cunha.
Sr. Presidente, foi marcada outra reunião do Conselho de Ética, para amanhã. Se houver novo sorteio, espero que o novo Relator siga o relatório do Deputado Pinato, para que possamos acabar com este que está solto tentando emplacar alguém que vá defendê-lo. Mas ele não vai achar ninguém, porque acho que os Deputados têm vergonha. Os Deputados devem ter responsabilidade e não podem aderir a mais esse golpe contra o povo brasileiro.
Sr. Presidente, dou como lido para que seja incluído nos Anais desta Casa um texto sobre declarações de Benedito de Lira, Senador do PP, a propósito do golpe:
Benedito de Lira (PP-AL): Onde está o pecado? Onde está o erro?
(...)
O fundamental, alertou Benedito de Lira, é que os brasileiros que dependem das políticas públicas governamentais não podem deixar de ser atendidos por eventual equívoco de um ordenador de despesa. Nada de ilegal foi praticado pelo Governo. As contas prestadas pela presidenta devem ser aprovadas no momento em que o Congresso Nacional começar a análise do parecer apresentado pelo Sr. Relator, sem maiores dificuldades, porque estão absolutamente dentro da legalidade, dentro da lei.
Quem disse isso não foi ninguém do PT, não foi ninguém intitulado de esquerda, foi,nada mais, nada menos, do que o Senador Benedito de Lira, do PP de Alagoas.
O texto é bom e eu recomendo a todos a sua leitura.
Sr. Presidente, peço a V.Exa. que este texto seja inserido nosAnais desta Casa e divulgado no programa A Voz do Brasil.
Obrigada.
O SR. PRESIDENTE (Gilberto Nascimento) - Obrigado, Deputada Moema Gramacho.

DOCUMENTO A QUE SE REFERE A ORADORA