CÂMARA DOS DEPUTADOS - DETAQ

Com redação final
Sessão: 386.1.55.O Hora: 18:58 Fase: GE
Orador: KAIO MANIÇOBA Data: 09/12/2015


O SR. KAIO MANIÇOBA
(Bloco/PHS-PE. Pronunciamento encaminhado pelo orador.) - Sr. Presidente, Sras. e Srs. Deputados, o dia 20 de dezembro é uma data toda especial para o Estado de Pernambuco. Nesse dia, três municípios muito importantes do Sertão pernambucano fazem aniversário: Cedro, Granito e Iguaracy. Eles foram tornados Municípios em 20 de dezembro de 1963, pelo Governo de Miguel Arraes, que teve a sabedoria de reconhecer o valor das cidades para a região e para o Estado. Falemos um pouco sobre cada uma delas.
A história do Município de Cedro começa com Manoel Joaquim Leite, que instalou sua residência numa pastagem natural conhecida por Campo do Cedro, em razão de haver uma árvore dessa espécie no local. Por conta da fertilidade do solo, outras famílias se dirigiram à região, que aos poucos se desenvolveu.
Em 1933, foi construída a primeira capela no povoamento, que se tornou distrito do Município de Serrita em 1957. A agricultura de Cedro tem destaque na região, com uso de irrigação, por isso a cidade é conhecida como Capital do Milho. Também o setor da pecuária é trabalhado no Município, especialmente a caprinocultura e a avicultura.
O Município de Granito recebeu seu nome em virtude da ocorrência de afloramento das rochas na região. Compõe-se, além da sede, dos povoados de Rancharia e Lagoa Nova. O Município teve como marco inicial a construção de uma capela, com o nome de Nossa Senhora do Bom Conselho, em meados do século XIX, pelo Padre José Modesto Pereira de Brito.
Granito tem uma história interessante
, porque, mesmo tendo sido transformado em Munícipio já em 1893, foi reduzido a distrito de Bodocó em 1942.
Iguaracy compunha o Município de Afogados da Ingazeira, quando o vigário da cidade, Padre Carlos Cottard, resolveu construir uma casa no local e lá rezar as missas. Como o culto atraía muitas pessoas, logo se formou um pequeno comércio no local, dando origem depois ao povoado que mais tarde se tornaria o Município de Iguaracy.
Os três Municípios que homenageamos hoje têm traços comuns. Todos fazem parte do Sertão pernambucano e convivem com as agruras das secas. Contudo, como diria Euclides da Cunha, o sertanejo é, antes de tudo, um forte. E assim, os habitantes de Cedro, Granito e Iguaracy superam as adversidades e conseguem resistir e prosperar.
Além disso, posso dar meu testemunho sobre o povo dessas cidades. Conheço-as todas e sempre fui muito bem acolhido por seus moradores. O povo é hospitaleiro, alegre e trabalhador.
Concluo, Sr. Presidente, registrando meus calorosos cumprimentos aos naturais e aos moradores de Cedro, Granito e Iguaracy. Os senhores merecem todos os encômios por construírem cidades bonitas, pacíficas e festivas, que são orgulho para Pernambuco e terão ainda uma trajetória de muito sucesso e progresso.
Muito obrigado.