CÂMARA DOS DEPUTADOS - DETAQ

Com reda����o final
Sessão: 290.2.53.O Hora: 16:14 Fase: GE
Orador: AFFONSO CAMARGO, PSDB-PR Data: 25/11/2008




O SR. PRESIDENTE (Narcio Rodrigues) - O próximo orador inscrito é o ilustre Deputado Affonso Camargo.
O SR. AFFONSO CAMARGO (PSDB-PR. Pela ordem. Sem revisão do orador.) - Sr. Presidente, Sras. e Srs. Deputados, os que me conhecem sabem que não sou usuário permanente desta tribuna. Eu passava por aqui para registrar o meu nome e constatei um fato inédito: a falta de oradores — e normalmente sobram oradores. Até fiquei preocupado com o que aconteceria com a sessão. Então, eu disse: quem sabe não é hora de dar uma notícia de alguma coisa que venho lendo. Não quero criar nenhum clima de catástrofe, mas achei que seria importante registar aqui neste Plenário para ver o que vai acontecer daqui a algum tempo.
Existe a notícia de que está havendo mudança de polaridade da terra. Essa mudança gera todo esse clima catastrófico. O que ocorrerá? Não sei. Porém, há previsão de que, em dezembro de 2012, poderá haver uma grande catástrofe mundial. Essas canalizações e notícias são das mesmas fontes que previram muito antes do tempo a vitória de Barack Obama e a crise financeira mundial. Não sabemos realmente o que acontecerá.
O comentário objetivo que farei agora é sobre o que aconteceu no Estado de Santa Catarina. Quem viu hoje as fotografias daquela fazenda tomada pelas águas, uma fazenda de gado, em que 200 reses estavam junto da sede da fazenda para se salvar, viu que alguma coisa diferente está acontecendo no mundo. No momento em que vi essa reportagem, tive a notícia de que o capitalismo individualista estáno fim. Essa crise financeira é para que haja uma grande mudança no sistema financeiro mundial.
O pão francês, em Santa Catarina, custava hoje 3 reais. No meio daquela catástrofe, cobra-se por um pão francês 3 reais.
Chego a pensar: que mudanças haverá no mundo? Não sei o que poderá acontecer. Espero que não seja muito grave, que não seja uma coisa terrível, porque há 12 mil anos antes de 2012 houve essa inversão da polaridade, quando desapareceu a Atlântida dos Atlantes.
Deixo aqui só esse registro. Não quero criar maior preocupação, mas, a meu ver, uma Casa como esta deve registrar algo que espera não acontecer, mas poderá acontecer.
Muito obrigado, Sr. Presidente.