CÂMARA DOS DEPUTADOS - DETAQ

Com redação final
Sessão: 276.1.53.O Hora: 17h12 Fase: BC
  Data: 08/10/2007

Sumário

Apoio às reivindicações dos trabalhadores presentes nas galerias do plenário. Homenagem póstuma ao sindicalista italiano Enrico Giusti.




O
SR. PRESIDENTE (Manato) - Concedo a palavra à nobre Deputada Luiza Erundina, assistente social, ex-Vereadora, ex-Prefeita de São Paulo, que tão bem exerce seu terceiro mandado pelo PSB de São Paulo. S.Exa. dispõe de 3 minutos na tribuna.
A SRA. LUIZA ERUNDINA (Bloco/PSB-SP. Sem revisão da oradora.) - Sr. Presidente, companheiros trabalhadores que nos honram com a presença, aproveito a presença de tantos trabalhadores sindicalistas, para me solidarizar com suas justas e necessárias demandas e reivindicações.
Sr. Presidente, registro, com emoção e pesar,o falecimento de um grande companheiro, o sindicalista italiano Enrico Giusti, que morreu repentinamente, em sua cidade, São Lázaro, na Itália, no último dia 4 de outubro.
Enrico Giusti prestou relevantes serviços ao movimento sindical brasileiro. Durante 20 longos anos, acompanhou o movimento sindical no Brasil, a construção da Central Única dos Trabalhadores. Por meio do programa de cooperação internacional com o Parlamento Europeu e outras instituições européias, trouxe para o Brasil recursos substanciais para a criação e construção de uma escola de formação sindical, a Sete de Outubro, situada em Minas Gerais.
Enrico Giusti esteve recentemente no Brasil. Ele ficava aqui alguns meses por ano e contribuía com a construção da luta dos trabalhadores brasileiros, não sóno movimento sindical, mas nas entidades e projetos sociais financiados graças ao empenho e ao trabalho desse grande companheiro. Seu falecimento significa enorme perda não só para o sindicalismo italiano e europeu, mas também para o sindicalismo brasileiro e para a luta dos movimentos sociais e populares do País.
Fica registrado o nosso pesar, a nossa emoção e as nossas homenagens póstumas a esse grande brasileiro italiano que se inscreveu definitivamente na história dos trabalhadores brasileiros.
Era isso, Sr. Presidente. Agradeço-lhe pela tolerância.
O SR. PRESIDENTE (Manato) - Muito obrigado, Deputada.


ENRICO GIUSTI, SINDICALISTA, PAÍS ESTRANGEIRO, ITÁLIA, MORTE, HOMENAGEM PÓSTUMA.
oculta