CÂMARA DOS DEPUTADOS - DETAQ

Com redação final
Sessão: 276.1.53.O Hora: 17h54 Fase: BC
  Data: 08/10/2007

Sumário

Agradecimento ao Presidente Arlindo Chinaglia pelo indeferimento de representação contra o orador. Razões do desligamento do Parlamentar dos quadros do partido. Manifestação sobre a sua religiosidade.




O SR. PRESIDENTE (Manato) - Concedo a palavra ao nobre Deputado Clodovil Hernandes, ator, cantor, comunicador, comunicador de rádio, comunicólogo em rádio, estilista, professor e que tão bem representa no seu primeiro mandato o PR de São Paulo.
O SR. CLODOVIL HERNANDES (PR-SP. Sem revisão do orador.) - Boa-tarde a todas as Sras. Deputadas, aos Srs. Deputados, ao Presidente desta sessão, que hoje representa o Sr. Arlindo Chinaglia, o Deputado Manato, do PDT do Espírito Santo.
Eu queria um minuto de atenção. Cheguei a esta Casa há 9 meses, com muito medo. Por isso dei um depoimento a esse respeito. Tive um rápido entrevero com o Presidente Arlindo Chinaglia, com quem não falei mais durante esse tempo. E hoje estou aqui para agradecer ao Sr. Arlindo Chinaglia a atitude de não aceitar o pedido de exclusão do meu nome de um partido pequeno. E quero agradecer a S.Exa., sinceramente, porque o bom Presidente é aquele que não leva questões pessoais para o julgamento que faz em função do seu cargo.
Estamos aqui falando de justiça, simbolicamente, através de leis, porque justiça só Deus conhece mesmo. Acredito piamente em Deus.
Pois bem. O partido ao qual me filiei, independentemente da minha vontade, chama-se PTC, mas um dia chamou-se PRN, o partido do impeachmentdo Presidente Collor, quando se criou toda aquela problemática que recebeu reações contrárias de todo o País. Muito bem. Se esse partido pôde mudar de sigla para fundar um novo partido chamado PTC, por que uma pessoa eleita com 500 mil votos, exatamente o dobro do que o partido obteve no País inteiro, não poderia mudar de legenda?
Tive 500 mil votos espontâneos no Estado de São Paulo. E digo espontâneos porque nem fiz campanha política. A minha campanha eu fiz na televisão, com um trabalho sério, dedicado às famílias. Sou a favor de que a família ande direito, porque ela é o microssistema, e soma das famílias é que forma o macrossistema.
Nunca roubei nada e não estou aqui para roubar o dinheiro do povo. O salário épequeno, mas foi isso que quis para minha vida, ao postular um mandato. Então, posso falar claramente, porque não tenho medo. Se assim Deus quiser e eu tiver que deixar o mandato, tenho mais 10 profissões para exercer e exercerei todas com o mesmo sucesso, porque vim para cá feito.
Mas gostaria que V.Exas., que são uma força sindical, influenciassem meus 500 mil eleitores para que tomassem uma atitude. Foram eles que me puseram aqui. E uma pessoa que tem um mandato qualquer manda tanto quanto qualquer um de nós. Quando sairmos daqui seremos todos brasileiros.
Quero mostrar o que fiz ontem, enquanto não fazia nada na minha casa. Não sou do tipo que fica pensando mal dos outros. Por isso, fiz Nossa Senhora Aparecida envolta numa bandeira, como uma esperança para a Amazônia; e a Amazônia não está na sombra do mapa do Brasil, atrás. Sei fazer várias coisas. Não sou um homem inútil. Sou um artista e sei fazer muitas coisas.
Ouvi um Deputado falando do Círio de Nazaré, que realmente é uma coisa maravilhosa. Mas Nossa Senhora Aparecida representa todo o País e, obviamente, também estará no Círio de Nazaré. Não estou falando como católico. Respeito todas as religiões, porque sou ecumênico. Fui criado na religião católica, mas acredito em Deus, e desse meu Deus todos fazem parte, porque nós somos parte de Deus, nós somos o universo.
Gostaria que, na Câmara, em vez de as pessoas se ofenderem tanto e procurarem coisas que não nos levam a lugar algum, gostassem muito mais umas das outras, respeitassem muito mais umas às outras. Todos merecemos respeito, porque Deus nos colocou aqui para isso. Gostaria, também, que menos pessoas pretensiosas e poderosas quisessem ocupar o lugar de Deus. Deus sabe o que fará comigo.
Sr. Presidente, agradeço a V.Exa. a gentileza de me conceder mais esse minuto e aos Srs. Deputados por terem me escutado. Aliás, escutar é completamente diferente de ouvir. Espero que V.Exas. saibam que se escuta com o coração e com o cérebro. O resto é conversa mole e balela.
Muito obrigado.
O SR. PRESIDENTE (Manato) - Muito obrigado, nobre Deputado Clodovil Hernandes. Parabéns pelo trabalho de V.Exa.


PARTIDO POLÍTICO, PTC, REPRESENTAÇÃO, CÂMARA DOS DEPUTADOS, RESTITUIÇÃO, MANDATO PARLAMENTAR, MANDATO ELETIVO, CLODOVIL HERNANDES, DEPUTADO FEDERAL, ARLINDO CHINAGLIA, INDEFERIMENTO, AGRADECIMENTO.
oculta