CÂMARA DOS DEPUTADOS - DETAQ

Com redação final
Sessão: 257.3.52.O Hora: 14h12 Fase: PE
  Data: 21/09/2005

Sumário

Tentativa de assassinato do Prefeito Ranulfo Sousa Ferreira, do Município de Entre Rios, Estado da Bahia.




O
SR. LUIZ BASSUMA (PT-BA.) - Sr. Presidente, Deputado Inocêncio Oliveira, Sras. e Srs. Deputados, cidadãos e cidadãs deste nosso Brasil, no Estado da Bahia, entre seus 417 Municípios, temos o Município de Entre Rios, localizado a aproximadamente 200 quilômetros da Capital, Salvador. Com cerca de 40 mil habitantes, é considerada uma cidade média, já que a maioria das cidades baianas tem menos de 20 mil habitantes. Entre suas principais alternativas de geração de emprego e renda, a cidade tem o turismo e a produção de petróleo.
Durante muitos anos, a cidade foi oprimida, abandonada e espoliada pela manutenção no poder de uma família muito conhecida na região, a qual, infelizmente, enriqueceu muito ao preço da ruína de Entre Rios. Trata-se da família do Sr. Manoelito Argolo, que atua no campo da direita conservadora em nosso Estado, protegido por aquilo que é chamado de forças carlistas. Depois de tantos anos de abandono, de toda a degradação ocorrida, nas eleições municipais de 2002, o povo da cidade deu um basta a essa situação elegendo para Prefeito o Professor Ranulfo Ferreira, do PT.
Para que essas eleições acontecessem — foram as primeiras eleições limpas na história de Entre Rios — foi preciso a presença das tropas de choque da Polícia Militar e da Polícia Federal, além da Polícia Rodoviária Federal, para isolar a entrada e a saída da cidade. Mesmo assim, na véspera das eleições, adeptos do Sr. Manoelito Argola, acostumados a abusar do poder e da violência, explodiram transformadores de energia. Elesforam repostos pela companhia de energia local, que precisou fazer o acompanhamento de helicóptero.
Vejam em que situação aconteceram essas eleições, em outubro de 2002, no Estado da Bahia! Mas venceu a democracia, venceu o povo, que deu uma vitória brilhante ao nosso querido Professor Ranulfo.
Porém, na semana passada, aconteceu um fato gravíssimo: numa tentativa de assassinato, o Prefeito Ranulfo foi vítima de uma emboscado e teve seu carro metralhado. Depois de participar de uma reunião, o Prefeito voltava, ànoite, de Salvador acompanhado do Sr. Pedro, seu chefe de gabinete, e um assessor, quando, em um viaduto na BR-324, houve essa emboscada e o carro foi perseguido. O motorista teve de imprimir velocidade de mais de 180 quilômetros por horapara escapar da perseguição com tiroteio.
Esse incidente é muito grave, Sr. Presidente, Sras. e Srs. Deputados. Amanhã, no meu Estado, a Bahia, teremos uma audiência com autoridades da Polícia Federal e da Secretaria de Segurança Pública para tratar desse triste episódio.
É inaceitável que, nos dias de hoje, em pleno Estado de Direito, que, com muito sacrifício, conseguimos constituir no País, ainda sejamos alvos de tentativas de intimidação por combater a corrupção. E pior: usando-se de violência nesses patamares.
Esperamos que as autoridades do meu Estado não transformem esse grave episódio em uma questão partidária. Os fatos devem ser investigados e apurados para que, além desses verdadeiros assassinos profissionais, sejam descobertos os seus mandantes.
Imaginem, Sras. e Srs. Deputados, como deve estar a população da cidade de Entre Rios, que já estava amedrontada, vendo seu Prefeito, que está dando um show de administração, sofrer esse atentado.
Aliás, talvez seja essa uma razão para suspeitarmos de motivação política. O Prefeito herdou uma cidade arrasada, com dívidas que implicam o pagamento de mais de 800 mil de reais por mês, referente a débitos com o INSS, com a companhia de energia elétrica e de água, entre outros. O Prefeito Ranulfo, apesar de ter herdado um caos brutal depois de 20 anos de desmandos, está conseguindo pagar com sacrifício dívidas de 10 anos atrás e, apesar disso, realiza um excelente governo.
Mesmo encontrando uma cidade com a saúde pública liquidada, em menos de 6 meses de Governo, comprou 3 ambulâncias com recursos próprios, restaurou postos de saúde, promoveu pela primeira vez a qualificação e concurso para os professores, algo que nunca foi olhado naquela cidade. Mostra como é possível administrar com correção, honestidade e competência, levando ao desespero aqueles que não querem ver o progresso de Entre Rios e de seu povo.
Esperamos que amanhã, após essa audiência com a Polícia Federal no meu Estado da Bahia, seja iniciada a apuração rigorosa desse grave crime.


RANULFO SOUSA FERREIRA, PREFEITO, MUNICÍPIO, ENTRE RIOS, BA, TENTATIVA, HOMICÍDIO, POLÍCIA FEDERAL, INVESTIGAÇÃO, DEFESA.
oculta