CÂMARA DOS DEPUTADOS - DETAQ

Com redação final
Sessão: 257.3.52.O Hora: 15h12 Fase: PE
  Data: 21/09/2005

Sumário

Transcurso do Dia do Radialista.




A
SRA. ZELINDA NOVAES (PFL-BA. Pronuncia o seguinte discurso.) - Sr. Presidente, Sras. e Srs. Deputados, o mundo avançou em tecnologia. Existe o telefone, a televisão, o computador, a Internet, mas ainda hoje, seja nos automóveis, seja nos apartamentos das metrópoles, seja principalmente nas casas do interior do nosso País, o rádio é um importante veículo de comunicação para milhões de pessoas.
Toda a fascinação do rádio, que oculta a imagem e permite o desenvolver da imaginação, deve-se no País ao trabalho do radialista brasileiro, que tem em 21 de setembro sua data comemorativa.
Passaram-se 67 anos desde que George Orson Welles, utilizando seu talento no rádio, tornou-se mundialmente conhecido por ter protagonizado nos Estados Unidos uma transmissão a respeito de suposta invasão de marcianos na Terra, a qual, pelo realismo demonstrado, levou pânico a centenas de pessoas.
Hoje, no Brasil, a profissão de radialista é regulamentada pelo Decreto nº 94.447, de 1987, que trata do fim do registro provisório e criação das comissões de registro, e pelo Decreto nº 95.684, de 1988, que trata do empregado iniciante. A legislação básica está contida no Decreto nº 84.134, de 1979, onde encontramos a regulamentação profissional e estão incluídos diretos que significaram conquistas da categoria, como a carga horária de determinadas funções, acúmulos e descrições de atividades, entre outros. Todos esses dispositivos estão balizados pela Lei nº 6.615, de 1978.
Sr. Presidente, Sras. e Srs. Parlamentares, o fato de dispensar maiores recursos, como o preparo e a edição de imagens para transmissão de notícias e cultura, proporciona ao radialista tornar-se o ponta-de-lança na tarefa de informar e entreter a população.
Mesmo o avanço tecnológico tem permitido ao radialista explorar novos campos, como a Internet. Graças a esse instrumento, pode-se acessar inúmeras transmissões de radialistas espalhados não somente pelo Brasil como pelo mundo. Inclusive,algumas dessas web-rádios que transmitem em português estão instaladas em outros países, notadamente nos Estados Unidos da América.
Na outra ponta da tecnologia estão aqueles que somente têm acesso à notícia e à cultura graças ao ainda atual radinho de pilha, que faz ecoar a voz do radialista nos mais longínquos pedaços de terra deste País.
Com tanto a comemorar, há também de se lamentar os inúmeros casos de agressões e de assassinatos a radialistas, muitos deles até hoje sem a devida punição dos culpados.
Concluímos, Sr. Presidente, Sras. e Srs. Parlamentares, que se há de sempre manter viva a atividade dos radialistas, com os quais, em especial os baianos e os muitos Parlamentares brasileiros que abraçaram essa profissão, noscongratulamos neste 21 de setembro, desejando profícuo sucesso nessa brilhante e importante carreira para o cidadão brasileiro.
Muito obrigada.

Durante o discurso da Sra. Zelinda Novaes, o Sr. José Thomaz Nonô, 1º Vice-Presidente, deixa a cadeira da presidência, que é ocupada pelo Sr. Inocêncio Oliveira, 1ºSecretário.


RADIALISTA, DIA, HOMENAGEM.
oculta