CÂMARA DOS DEPUTADOS - DETAQ

Com redação final
Sessão: 257.3.52.O Hora: 14h52 Fase: PE
  Data: 21/09/2005

Sumário

Vantagens advindas da construção da Rodovia Interoceânica.




O SR. DR. HELENO (PMDB-RJ. Pronuncia o seguinte discurso.) - Sr. Presidente, há forte oposição de muitas organizações em relação à construção de uma rodovia para interligar os Oceanos Atlântico e Pacífico.
A chamada Rodovia Interoceânica, de alta prioridade para o País, colocará com maior facilidade os nossos produtos no continente asiático, abrindo grande leque para as nossas exportações.
Embora o apoio a esse projeto pareça contra-senso, visto que as nossas saídas para o Atlântico estão impraticáveis ao trânsito, a rodovia será bem-vinda, pois será um corredor de exportação importante para o País.
É assim que temos de fazer política para o desenvolvimento do Brasil.
Sras. e Srs. Deputados, há bastante tempo o Brasil vem buscando a integração entre os países sul-americanos. Em outubro de 2003 deu-se um passo importante em direção a essa integração, com a assinatura de acordo comercial entre Peru e MERCOSUL. No entanto, essa integração estaria incompleta sem a existência de rodovia que ligasse a parte norte do Brasil aos países sul-americanos, propiciando legítima saída para o Oceano Pacífico.
O projeto da Rodovia Interoceânica já havia sido anunciado no ano passado, na presença dos Presidentes Lula, do Brasil; Alejandro Toledo, do Peru; e Carlos Mesa, da Bolívia. Era a tão decantada saída para o Pacífico, que muitofacilitará a exportação de nossos produtos para o continente asiático.
Essa rodovia, de alta prioridade para a região, ligará Iñapari, na fronteira com o Estado do Acre, aos portos peruanos de Ilo e Matarani, no Pacífico. A sua construção está orçada em US$800 milhões. E, o que é mais importante, vai gerar 40 mil postos de trabalho diretos e indiretos, beneficiando 5,6 milhões de pessoas só no sul do Peru.
A recente ida do Presidente Lula ao Peru teve como objetivo a assinatura do contrato de financiamento dessa rodovia, ocorrida na cidade de Cuzco, durante a 3ª Reunião de Presidentes da América do Sul, ocasião em que foi também oficializada a criação da Comunidade Sul-americana de Nações.
Volto a enfatizar a importância econômica dessa rodovia para a inserção dos nossos produtos no continente asiático. Embora as nossas rodovias estejam em precárias condições, o que revela até certo contra-sensocom o citado projeto, não poderia deixar de parabenizar a iniciativa do Presidente Lula, torcendo para que o projeto se concretize e para que as nossas rodovias sejam recuperadas.
Temos ciência de que existe forte oposição de muitas organizações à construção dessa estrada, mas os Governos do Brasil, Peru e Bolívia estão decididos a realizar tão importante megaprojeto. O Presidente Lula ratificou que continuará empreendendo todos os esforços ao seu alcance para que a integração tão sonhada por Bolívar se concretize em definitivo.
Era o que tinha a dizer. Muito obrigado.


RODOVIA INTEROCEÂNICA, LIGAÇÃO, OCEANO ATLÂNTICO, OCEANO PACÍFICO, INTEGRAÇÃO, PAÍS ESTRANGEIRO, PERU, BOLÍVIA, CONSTRUÇÃO, DEFESA.
oculta