CÂMARA DOS DEPUTADOS - DETAQ

Com redação final
Sessão: 257.3.52.O Hora: 14h42 Fase: PE
  Data: 21/09/2005

Sumário

Aprovação, pelo Ministério da Educação, do curso de pós-graduação em Ciências Ambientais da Universidade Estadual de Mato Grosso - UNEMAT.




A SRA. CELCITA PINHEIRO (PFL-MT. Pronuncia o seguinte discurso.) - Sr. Presidente, Sras. e Srs. Deputados, a nossa presença hoje nesta tribuna é motivada pela alegria, pelafelicidade e pelo sentimento de dever cumprido, ao transmitir-lhes a conquista de uma vitória, fruto de muito trabalho e dedicação dos funcionários e professores da Universidade Estadual de Mato Grosso — UNEMAT. Refiro-me à aprovação do curso de pós-graduação em Ciências Ambientais (stricto sensu), pelo Ministério da Educação.
No próximo dia 23 de setembro tem início a Primavera, época de acasalamento e de nascimento da maioria das espécies da natureza. Dentro de nós começa a surgir agradável sensação de que a vida, após os frios e escuros meses de inverno, recupera o seu esplendor. A Primavera faz renascer a vida de modo mais flexível e com todo o seu esplendor busca o equilíbrio. E é com o início da Primaveraque a Universidade Estadual de Mato Grosso — UNEMAT começa a ultimar as providências para oferecer aos estudantes do Brasil e do mundo o primeiro curso a nível de mestrado do Estado de Mato Grosso em Ciências Ambientais.
Ao propor o embrião do projeto, em outubro de 2002, o Instituto de Ciências Naturais e Tecnológicas — ICNT da Universidade Estadual de Mato Grosso procurou atender os campi da UNEMAT localizados nas cidades do interior do Estado, além de contemplar as comunidades locais que outrora sofriam com as dificuldades de deslocamento para os grandes centros em busca de qualificação, haja vista que o Estado de Mato Grosso, tão rico em recursos naturais no Cerrado, na Amazônia ou no Pantanal, ainda não dispunha de curso de mestrado regular em Ciências Ambientais.
É de bom alvitre ressaltar, Sr. Presidente, Sras. e Srs. Deputados, que a decisão do Ministério da Educação representará grande salto para o desenvolvimento científico e tecnológico não só do Estado de Mato Grosso, mas também de todos os Estados brasileiros e de países vizinhos preocupados com o futuro do meio ambiente, além de colaborar também para a formação e a qualificação de bons educadores, visando ao implemento de estudos ecológicos, de conservação da biodiversidade e de educação ambiental.
O curso será oferecido em modalidade regular, com 15 vagas anuais abrangendo a área de concentração em meio ambiente e sustentabilidade, com as linhas de pesquisa em gestão ambiental e educação ambiental, de forma multidisciplinar, proporcionando a todos os interessados oportunidade ímpar de especialização no tema de abrangência mundial e preparando a futura geração para conviver harmoniosamente com a natureza, explorando atividade econômica sem agressão. A formação da primeira turma está prevista para o primeiro semestre de 2006 ou, no máximo, no segundo semestre, e terá 15 alunos.
Queremos, nesta oportunidade, cumprimentar todos os funcionários e professores da Universidade Estadual de Mato Grosso — UNEMAT, em nome do Dr. Taisir Mahmud Karin, Reitor, e parabenizar a Dra. Carolina Joana da Silva, que Deus me presenteou como irmã e que coordenará o Programa de Ciências Ambientais; além do Diretor do Instituto de Ciências Naturais e Tecnológicas, Dr. Antônio Francisco Malheiros, que temos certeza saberão honrar o crédito oferecido pelo Ministério da Educação e farão um grande bem ao Brasil e ao mundo, formando jovens voltados para o combate das crueldades que hoje vivenciamos no meio ambiente. E, o mais importante, formando a futura geração mato-grossense e de outras partes deste imenso Brasil e do mundo para a convivência sem agressão e mais harmônica com a natureza e o meio ambiente.
Ao finalizarmos, Sr. Presidente, Sras. e Srs. Deputados, temos o prazer de transcrever frase da estudante Taíse Juliana Lambert, à época da realização da 1ª Conferência Infanto-Juvenil, realizada em 2003, em Brasília, quando tinha 12 anos de idade e cursava a 7ª série no Município de Coqueiros do Sul, Estado do Rio Grande do Sul:
A escola não é lugar apenas para se aprender Matemática ou Português, mas também para formar cidadãos. Precisamos de mais educação ambiental, conhecer o que a lei permite e não permite, o que os jovens podem fazer pelo meio ambiente.
Muito obrigada.


CURSO DE DOUTORADO, CIÊNCIAS, MEIO AMBIENTE, UNIVERSIDADE ESTADUAL DE MATO GROSSO, UNEMAT, MEC, APROVAÇÃO, ELOGIO.
oculta