CÂMARA DOS DEPUTADOS - DETAQ

Com redação final
Sessão: 237.1.53.O Hora: 15h22 Fase: PE
  Data: 12/09/2007

Sumário

Posse da Profa. Maria Augusta de Sant'Anna Moraes na Academia Goiana de Letras.




O
SR. PRESIDENTE (Inocêncio Oliveira) - Concedo a palavra ao Sr. Luiz Bittencourt.
O SR. LUIZ BITTENCOURT (Bloco/PMDB-GO. Pronuncia o seguinte discurso.) - Sr. Presidente, Sras. e Srs. Deputados, na vaga deixada com o falecimento do jornalista José Asmar, historiador que fez excelentes pesquisas sobre vultos do passado de Goiás, assumiu a cadeira que ele ocupava na Academia Goiana de Letras a Profa. Maria Augusta de SantAnna Moraes, graduada em História e Geografia pela Universidade Católica de Goiás e doutora em História pela Universidade de São Paulo. Sua posse completou o quadro do sodalício que conta hoje entre os seus 40 membros com 6 mulheres, algumas delas também pertencentes à Academia Feminina de Letras e Artes de Goiás.
A nova acadêmica foi uma predileta aluna de Sérgio Buarque de Holanda, na Universidade de São Paulo, que a orientou e a encaminhou aos estudos de História. Catedrática da Universidade Federal de Goiás, publicou excelente livro sobre a Oligarquia dos Bulhões, família tradicional que governou o Estado por muitos anos, e, pouco depois, lançou um volume intitulado História de Goiás, que está incluído entre os adotados nas escolas estaduais e, sobretudo, pelos alunos universitários. Esse livro foi agora relançado, numa edição revista e comentada pela autora, e teve a parceria do padre jesuíta Luiz Palacin, assim como do historiador e sociólogo Nasr Fayad Chaul, que até recentemente ocupou o cargo de Secretário da Cultura durante o Governo de Marconi Perillo.
Deve-se à Profa. Maria Augusta de SantAnna Moraes a criação do Museu Agrário de Goiás, que tem o patrocínio da Sociedade Goiana de Pecuária, entidade de cuja diretoria foi a primeira mulher a participar. Esse museu reúne documentos utilizados pelos antigos fazendeiros da região, guarda uma coleção de importantes documentos sobre a economia agropecuária, expõe fotografias de fazendas e mais uma série de objetos recolhidos nos mais longínquos lugares do Estado, exibindo a história das atividades agrícola e pecuária dos proprietários rurais. Pertence ela também à Sociedade Brasileira de Pesquisa Histórica de São Paulo e ao Instituto Histórico e Geográfico de Goiás.
Viúva de um dos mais ilustres médicos de Goiás, Dr. Ubens de Moraes, a nova acadêmica interessou-se por estudos e pesquisas relativas à medicina e já publicou o livro Monte Alegre dos Tempos do Café à Faculdade de Medicina, numa edição patrocinada pela USP de Ribeiro Preto. Ela é, por assim dizer, uma freqüente estudiosa de História e tem participado sempre de congressos, simpósios, seminários e conferências realizados no Brasil nesses últimos anos. Possui várias condecorações e é sempre homenageada pelos estudantes universitários, apesar de aposentada por tempo de serviço no tradicional instituto de ensino superior de Goiás.
Em seu discurso de posse na Academia Goiana de Letras, a Profa. Maria Augusta SantAnna Moraes pediu que atualmente os estudos históricos sejam afirmação de coragem, pesquisa e labor, deixando de ser apenas transcrição dos velhos escritores ou cópias, muitas vezes mal copiadas. Diante dessa afirmação, Ursulino Leão, ex-Presidente da instituição que a saudou, declarou que ela foi uma renovadora dos cursos da Universidade Federal de Goiás, o que realmente aconteceu, pois suas normas disciplinares foram seguidas para que Goiás fosse melhor compreendido não só no panorama da região do Brasil Central, como em todo o País.
Com estas palavras, quero cumprimentar a nova acadêmica, desejar-lhe êxito em todas as suas atividades e formular os melhores votos para que continue como até agora, prestando o concurso de sua inteligência e a força do trabalho de suas pesquisas em favor de Goiás e do Brasil.
Era o que tinha a dizer.
Muito obrigado.


MARIA AUGUSTA DE SANT'ANNA MORAES, PROFESSORA, ESCRITOR, ACADEMIA GOIANA DE LETRAS, POSSE.
oculta