CÂMARA DOS DEPUTADOS - DETAQ

Com redação final
Sessão: 237.1.53.O Hora: 17h50 Fase: OD
  Data: 12/09/2007




O SR. CHICO ALENCAR - Sr. Presidente, peço a palavra pela ordem.
O SR. PRESIDENTE (Arlindo Chinaglia) - Tem V.Exa. a palavra.
O SR. CHICO ALENCAR (PSOL-RJ. Pela ordem.) - Sr. Presidente, registro que eu, a Deputada Luciana Genro e o Deputado Ivan Valente, por estarmos participando de uma sessão sombria, obscura e indigna do Senado Federal, cumprindo, inclusive, decisão liminar que solicitamos, não votamos no pleito anterior desta Casa. Mas vale como tendo votado, já que o Regimento pede essa pequena hipocrisia.
Quero denunciar a grande hipocrisia do Senado, 15 discursos pela cassação de Renan, 4 contra, e o resultado que todos já sabem. Hoje éum dia de atentado — 12 de setembro — à democracia e às torres gêmeas do Congresso Nacional.
Por isso, hoje, tomado por essa indignação, o PSOL não tem nenhuma vontade de participar da votação aqui, como se nada estivesse acontecendo. Estamos politicamente em obstrução, porque estão obstruindo a representação política e democrática no Brasil, no Senado Federal.
Agradeço a V.Exa., Presidente Arlindo Chinaglia, pela pronta solidariedade a nós, que reagimos à tentativa de impedir o livre acesso de Deputados àquela sessão do Senado. Mas o povo brasileiro, que tem a oportunidade de estar assistindo a esta sessão — e aqui ésempre aberta — não perdeu nada. Foi um festival de mentira, hipocrisia e, no voto secreto, em boa parte de covardia, cinismo e repúdio aos sentimentos mais generosos do nosso povo e de nossa gente.
Hoje é um dia triste. Sinceramente, neste momento, estou com vergonha de pertencer ao Congresso Nacional.