CÂMARA DOS DEPUTADOS - DETAQ

Com redação final
Sessão: 222.3.54.O Hora: 10h18 Fase: BC
  Data: 08/08/2013

Sumário

Defesa de rejeição, na íntegra, da Medida Provisória nº 621, de 2013, acerca da criação do Programa Mais Médicos. Inadmissibilidade da contratação de médicos cubanos pelo Governo brasileiro.




O SR. PRESIDENTE (Paulo Feijó) - Concedo a palavra ao Deputado Jair Bolsonaro.
O SR. JAIR BOLSONARO (PP-RJ. Pela ordem. Sem revisão do orador.) - Eu quero fazer um apelo aqui aos Deputados, até porque eu não sou médico, eu aprendi a tirar de combate o outro ser humano. Eu lamento que raríssimos dos 46 Deputados médicos tenham se posicionado contrariamente à Medida Provisória nº 621, de 2013, dita pelo Governo como Mais Médicos. Eu a chamo de MP de Maus Médicos
Olhem só: ninguém vai fazer uma proposta de aquisição de algo que não existe no mercado. Então, aquela história de vamos importar médicos portugueses, espanhóis e argentinos é uma balela! A verdade, aos poucos, vem vindo àtona: eles querem trazer 6 mil médicos cubanos.
Prestem atenção! Está na medida provisória: cada médico cubano pode trazer todos os seus dependentes. E a gente sabe um pouquinho como funciona a ditadura castrista. Então, cada médico vai trazer 10, 20, 30 agentes para cá. Podemos ter, a exemplo da Venezuela, 70 mil cubanos aqui dentro! E um detalhe, Marquezelli: esses agentes podem adquirir emprego em qualquer lugar do Brasil com carteira assinada, inclusive cargos em comissão. Olhemo perigo para a nossa democracia!
E até complementam. Nos livros escolares — agora não é kit gay, não — há dezenas e dezenas de páginas louvando o regime cubano, louvando o regime chinês de Mao Tsé-Tung, o norte-coreano e por aí afora;e esculhambando os regimes democráticos. Há gravuras e gravuras mostrando, de um lado, que o capitalismo é uma desgraça e, de outro lado, que o socialismo é um paraíso. Estão metendo isso na cabeça das nossas crianças a partir de 6 anos de idade, e esses livros são aprovados pelo MEC. E por aí vai.
Então, a intenção é trazer cubanos para cá. Teremos centenas de Araguaias pelo Brasil.
Mais ainda: o Ministro Padilha quer, de certa maneira, acochambrar o exame Revalida, ou seja, o pessoal não vai passar, os cubanos não vão passar, então querem acochambrar. Com todo o respeito que eu tenho pelos açougueiros do Brasil, digo que os açougueiros do Brasil poderão se inscrever porque serão aprovados nesse novo Revalida proposto pelo Ministro Padilha!
Isso é um crime. Vocês vão ter dezenas de milhares de cubanos aqui dentro. Aquela ideia de pré-64 não sai da cabeça desses retrógrados petistas!
E digo mais. Numa entrevista este ano ao jornalista Geneton Moraes, um dos amigos de Dilma Rousseff falou que, naquela época, o chefe do Exército cubano havia oferecido 100 soldados para a Guerrilha do Araguaia — matéria de janeiro deste ano. Acabaram não vindo, porque viram que a guerra seria perdida com o nosso Exército.
Mas, no momento, eles esculhambam as Forças Armadas com a tal da Comissão da Verdade que esta Câmara aqui, passivamente, aprovou. Acreditar em verdade por parte do PT, pelo amor de Deus! O PT quer a verdade? Vão se catar, porra! Vão se catar! A verdade do Celso Daniel, a verdade do Rose gate, entre outras. Vocês querem é esculhambar as Forças Armadas.
Sr. Presidente, este é o apelo que faço aos meus colegas: pelo amor de Deus, essa MP tem de ser rejeitada na íntegra. Se o Brasil está com fome, vamos contratar cozinheiros. Está com problema de caos no trânsito urbano? Vamos contratar motoristas. Não vai resolver.
Essa questão dos cubanos é um crime. O pessoal é formado nas coxas. São 2 anos de ideologia marxista/leninista. Querem, por tabela, revalidar o diploma dos companheiros indicados pelo PCdoB e pelo MST a fazer curso dito de Medicina em Cuba e na Bolívia. Querem trazer esse pessoal para cá e, revalidando esses diplomas, serão essas pessoas que ocuparão os postos-chaves da medicina pública em nosso País.
Assim como agora temos a ideologia nas escolas, que o socialismo... Inclusive, pessoal, aqui — podem comprar o livro — José Dirceu é símbolo de honestidade e democracia. Esse bandidoque esteve refugiado em Cuba por tanto tempo, que enganou a própria mulher por 10 anos, que matou tanta gente em nosso País para impor a ditadura do proletariado!
Meus companheiros, não teria muito o que falar não, concluindo:pelo amor de Deus, vamos ler esta MP 621. Vamos rejeitá-la na íntegra. Vão impor uma ditadura em nosso País...
(O microfone é desligado.)
O SR. PRESIDENTE (Paulo Feijó) - Conclua, Deputado. Colabore com esta Presidência.
O SR. JAIR BOLSONARO - Vamos evitar centenas de Araguaias em nosso País.
Eu só aceitaria essa MP se junto viesse o Fidel Castro, para realmente acabar com a palhaçada da Presidente Dilma Rousseff e assumir o comando deste País. Aí, sim, estaria coerente esta medida provisória.
Muito obrigado, Sr. Presidente.


MPV 621/2013, MEDIDA PROVISÓRIA, CIRAÇÃO, PROGRAMA MAIS MÉDICOS, REJEIÇÃO, DEFESA. GOVERNO FEDERAL, CONTRATAÇÃO, MÉDICO, PAÍS ESTRANGEIRO, CUBA, PROTESTO.
oculta