CÂMARA DOS DEPUTADOS - DETAQ

Com reda����o final
Sessão: 206.2.52.O Hora: 16:48 Fase: BC
Orador: SARNEY FILHO, PV-MA Data: 06/10/2004




O SR. SARNEY FILHO (PV-MA. Sem revisão do orador.) - Sr. Presidente, Sras. e Srs. Deputados, é com alegria que venho à tribuna nesta tarde fazer um pequeno balanço sobre as eleições no Brasil.
O Partido Verde, que iniciou sua vida parlamentar nesta Legislatura, teve expressivo crescimento no País. No Maranhão, por exemplo, não tínhamos eleito nenhum Prefeito antes deste pleito, em que elegemos 20. Em São Paulo, tínhamos 5 Prefeitos; agora temos 15, e vamos disputar o segundo turno no Município de Mauá. No Rio de Janeiro, tínhamos 2 Prefeitos. Agora são 4, ou seja, dobramos o número de Prefeituras. Além disso, ganhamos em Volta Redonda no primeiro turno.
Em todo o Brasil, o PV mostrou a sua cara, apresentou o seu programa e provou que seu desejo para o País está em consonância com o do povo. Não tenho dúvida de que o fato de ter conseguido, pela primeira vez, exibir programas no horário institucional; de ter uma bancada com liderança; e de funcionar com representação parlamentar teve enorme influência no crescimento do partido.
Fazemos parte de um país com megabiodiversidade. A preocupação ambiental está presente na nossa formação, inclusive no Hino Nacional, cuja primeira estrofe cita um rio que infelizmente não existe mais — o Ipiranga, que virou braço de esgoto. Tudo isso fez com que nosso programae nossa mensagem encontrassem eco no ouvido da população brasileira.
Tenho certeza de que este é apenas o início de longa caminhada e que, muito em breve, o Partido Verde vai crescer ainda mais. A eleição de 55 Prefeitos em todo o Estado, de mais de uma centena de Vice-Prefeitos e de quase mil Vereadores ésintoma de que o PV encontra receptividade na população, e isto denota que o povo brasileiro deseja uma opção não-tradicional.
Não estamos mais discutindo somente quem é de esquerda ou de direita. Esse discurso, na percepção do povo brasileiro, está ultrapassado. Discute-se hoje qual o modelo de desenvolvimento que vamos adotar. E não tenho dúvida de que é o do desenvolvimento sustentável, com atenção especial às nossas agendas: a Agenda Verde, das florestas e parques; a Agenda Azul, das nossas águas, com fortalecimento das bacias hidrográficas e dos comitês de bacias; e a Agenda Marrom, das nossas cidades, com destinação correta para o lixo e tratamento adequado para o esgoto.
Então, a mensagem nacional do Partido Verde encontrou eco nas urnas. Hoje, com absoluta certeza, o PV foi percentualmente o partido que mais cresceu e se encontra entre os 7 maiores do Brasil.
Em nome do partido, agradeço a todos que acreditaram em nosso programa.
No plenário, nosso discurso manterá a coerência. Continuaremos propugnando o desenvolvimento sustentável e firmando nossa posição quanto a aspectos que não devam ser transigidos. Por exemplo, no que se refere à votação da Lei de Biossegurança, é importante ressaltar nosso posicionamento contra a liberação da soja Monsanto por medida provisória sem que sejam realizados estudos de impacto ambiental. Somos favoráveis à pesquisa com células-troncoe ao entendimento da Câmara dos Deputados de que a CTNBio pode e deve dar a palavra final para a realização dessas experiências. Mas, no que diz respeito à liberação de produtos geneticamente modificados, é necessário que passem pelos trâmites adequados, que sejam aprovados pela CTNBio e licenciados pelo órgãos relacionados ao meio ambiente e à saúde.
Portanto, Sr. Presidente, é necessário coerência, participação clara, transparência. Pela primeira vez, tivemos a possibilidade de expor nosso discurso à avaliação do povo brasileiro, e isso fez com que o crescimento do Partido Verde fosse o maior entre todos os partidos.
Muito obrigado.