CÂMARA DOS DEPUTADOS - DETAQ

Com redação final
Sessão: 204.4.54.O Hora: 14:42 Fase: PE
Orador: DOMINGOS DUTRA, SOLIDARIEDADE-MA Data: 17/07/2014




O SR. PRESIDENTE (Inocêncio Oliveira) - Concedo a palavra, pela ordem, ao ilustre Deputado Domingos Dutra, do Solidariedade do Maranhão. S.Exa. dispõe de 5 minutos na tribuna.
O SR. DOMINGOS DUTRA (SD-MA. Pela ordem. Sem revisão do orador.) - Sr. Presidente, desde logo solicito a V.Exa. que determine a divulgação deste pronunciamento no programa A Voz do Brasil e por todos os órgãos de comunicação da Casa, bem como a dos demais que vou fazer hoje.
Sras. e Srs. Deputados, talvez esta seja a minha fala mais importante este ano nesta Casa. No dia 24 de julho, o companheiro Manoel da Conceição Santos, conhecido como o Mané da Conceição, vai completar 80 anos de vida, 80 anos de luta pelos mais pobres, principalmente pela justiça, pela reforma agrária e pela paz.
Manoel, junto com seus amigos, vai comemorar os seus bons 80 anos no dia 26 de julho, que, coincidentemente, é o meu aniversário e o dia da padroeira da minha cidade, Nossa Senhora de SantAna. Para quem não sabe, é a avó de Jesus Cristo.
Eu quero aqui render as minhas homenagens a esse batalhador pela paz.
Mané da Conceição nasceu no povoado de Pedra Grande, no Município de Pirapemas, no Maranhão. Depois, mudou-se para o Município de Pindaré-Mirim, na região do Pindaré. Fundou o primeiro sindicato de trabalhadores rurais de Pindaré-Mirim. Durante a ditadura militar, foi a maior liderança camponesa no Estado do Maranhão. Por isso, foi perseguido peladitadura, foi preso,torturado. No Governo do Sr. José Mubarak Sarney, Mané da Conceição foi preso, teve sua perna atingida por bala da Polícia. A perna apodreceu na cadeia, e ele, infelizmente, teve que ter a perna amputada.
Por conta da sua luta em favor da reforma agrária e da justiça no campo, Manoel da Conceição foi obrigado a se exilar. Esteve na China, foi amigo de Mao Tsé-Tung, esteve na Europa. Manoel voltou para o Brasil em 1979, com a anistia,e fundou o Partido dos Trabalhadores — PT, em 1980, com o Presidente Lula. Manoel foi o terceiro a assinar a lista de fundação do PT, Deputado Renato Simões. Hoje, dos que ainda estão vivos, é o primeiro fundador do PT.
Manoel fundou o CENTRU — Centro de Educação e Cultura do Trabalhador Rural na Paraíba, em Pernambuco e no Maranhão.
Foi candidato a Governador de Pernambuco, em 1982, pelo PT; foi candidato ao Senado da República pelo Maranhão, em 1994, junto com Wagner Lago, na chapa encabeçada pelo saudoso Jackson Lago, que tinha como Vice
Jomar Fernandes, do PT.
Manoel organizou o cooperativismo no Estado do Maranhão.
Em 2010, Manoel da Conceição, em pleno período de Copa do Mundo, fez-me companhia neste plenário, durante 10 dias, em greve de fome, por conta da intervenção autoritária que o PT nacional realizou no PT do Maranhão, entregando o PT para o fute, para José Saddam Fute Sarney. Infelizmente, até hoje o PT está lá, no curral da oligarquia.
Por conta disso, eu fui obrigado a sair do PT, a interromper 33 anos e 8 meses de militância no Partido dos Trabalhadores, por conta dessa entrega incompreensível do PT, no Maranhão, para a oligarquia Sarney.
Quero render as minhas homenagens a Manoel da Conceição, mas também a Denise, sua esposa. Desde sempre, dia e noite, é companheira de Manoel da Conceição, em todas as lutas, em todas as caminhadas. Rendo minhas homenagens à companheira Denise, que, neste momento, em que Manoel está com 80 anos, já com dificuldades de visão, de locomoção, é quem está cuidando dele, na cidade de Imperatriz.
Rendo igualmente minhas homenagens a Mariana, sua filha, e a Manoelzinho.
Quero dizer ao companheiro Manoel da Conceição que, no dia 26, eu vou aproveitar a carona do seu aniversário para comemorar também os meus 59 anos de vida.
Presidente Inocêncio Oliveira, V.Exa., que épernambucano, deve se lembrar de Manoel da Conceição, em 1982, sendo candidato ao Governo de Pernambuco.
Peço ao Manoel para preparar a pinga — eu não tomo whisky , a cachacinha, o limão, a carne seca e a farinha de puba, porque vou passar esse dia com ele.
Eutenho certeza de que dezenas de lideranças políticas, lideranças camponesas, lideranças sociais vão estar em Imperatriz para prestar essa justa homenagem ao companheiro Mané, Manoel da Conceição.

Viva a reforma agrária! Viva o Brasil! Viva Manoel da Conceição, Denise, Manoelzinho, Mariana e todos os amigos de Mané da Conceição!