CÂMARA DOS DEPUTADOS - DETAQ

Com redação final
Sessão: Hora: Fase:
Orador: Data:




O SR. PRESIDENTE (Rodrigo Maia) - Deputado Celso Jacob.
O SR. CELSO JACOB (PMDB-RJ) - Voto com o relatório da CCJ. Voto sim.
O SR. JHC - Deputado Celso Jacob: voto sim. Total: 160 votos.
O SR. PRESIDENTE (Rodrigo Maia) - Deputado Celso Pansera.
O SR. CELSO PANSERA (PMDB-RJ) - Presidente, eu voto contra o relatório da CCJ. Meu voto é não. (Palmas.)
A SRA. MARIANA CARVALHO - Deputado Celso Pansera: voto não. Total: 130 votos não.
O SR. PRESIDENTE (Rodrigo Maia) - Deputado Chico Alencar.
O SR. CHICO ALENCAR (PSOL-RJ) - Para o PSOL, impedir a investigação é ser cúmplice da corrupção. Não ao roubo de direitos! Não à compra de votos! Não ao conluio espúrio entre grandes corporações e a política degenerada! Eleições gerais já! O povo nos observa. O PSOL vota não!
A SRA. MARIANA CARVALHO - Deputado Chico Alencar: voto não. Total: 131 votos não.
O SR. PRESIDENTE (Rodrigo Maia) - Deputado Chico dAngelo.
O SR. CHICO DANGELO (PT-RJ) - Sr. Presidente, a denúncia é grave. É vergonhoso livrar Temer da investigação. O crime da mala não pode ficar impune. Pela luta do povo brasileiro contra a retirada de direitos, o meu voto é não.
A SRA. MARIANA CARVALHO - Deputado Chico dAngelo: voto não. Total: 132 votos não.
O SR. PRESIDENTE (Rodrigo Maia) - Deputada Cristiane Brasil.
A SRA. CRISTIANE BRASIL (Bloco/PTB-RJ) - Sr. Presidente, o povo brasileiro não aguenta mais ouvir falar dessa denúncia, que é ilegal, que foi produzida com provas ilegais por um homem que tinha de estar preso. O Brasil não aguenta mais! Nós temos que virar essa página, acabar com isso e voltar a trabalhar! Por isso, o meu voto, Presidente, é sim!
O SR. GIACOBO - Deputada Cristiane Brasil: voto sim. Total: 161 votos.
O SR. PRESIDENTE (Rodrigo Maia) - Deputado Dejorge Patrício.
O SR. MARCELO DELAROLI - O Deputado Dejorge Patrício está de licença médica, Presidente.
O SR. PRESIDENTE (Rodrigo Maia) - O Deputado Dejorge Patrício está de licença médica. Está ausente.
O SR. RÔMULO GOUVEIA - Deputado Dejorge Patrício: ausente. Total: 13 ausentes.
O SR. PRESIDENTE (Rodrigo Maia) - Deputado Deley.
O SR. DELEY (Bloco/PTB-RJ) - Presidente, em respeito à democracia e ao povo brasileiro, nós votamos não. (Palmas.)
A SRA. MARIANA CARVALHO - Deputado Deley: voto não. Total: 133 votos não.
O SR. PRESIDENTE (Rodrigo Maia) - Deputado Ezequiel Teixeira.
O SR. EZEQUIEL TEIXEIRA (Bloco/PODE-RJ) - Sr. Presidente, por saber que o Presidente vai ser investigado no final do seu mandato, e pela estabilidade egovernabilidade, contra o PT e o comunismo na nossa Nação, eu voto sim. Brasil para frente! Brasil de cabeça erguida!
O SR. GIACOBO - Deputado Ezequiel Teixeira: voto sim. Total: 162 votos.
O SR. PRESIDENTE (Rodrigo Maia) - Deputado Felipe Bornier.
O SR. FELIPE BORNIER (Bloco/PROS-RJ) - Sr. Presidente, com transparência, de acordo com a minha consciência, eu voto não, voto a favor das investigações.
Obrigado.
A SRA. MARIANA CARVALHO - Deputado Felipe Bornier: voto não. Total: 134 votos não.
O SR. PRESIDENTE (Rodrigo Maia) - Deputado Francisco Floriano.
O SR. FRANCISCO FLORIANO (DEM-RJ) - Voto sim, Sr. Presidente.
O SR. GIACOBO - Deputado Francisco Floriano: voto sim. Total: 163 votos.
O SR. PRESIDENTE (Rodrigo Maia) - Deputado Glauber Braga.
O SR. GLAUBER BRAGA (PSOL-RJ) - Esta institucionalidade aqui está podre! O que vira esse jogo é a organização popular de base. Eu voto contra essa máfia que quer, na mão grande, retirar os direitos...
O SR. PRESIDENTE (Rodrigo Maia) - Como vota, Deputado?
O SR. GLAUBER BRAGA - Eu voto contra essa máfia que quer, na mão grande, retirar os direitos de milhões de brasileiros, máfia que está no Planalto e também aqui ao meu lado. O meu voto é não.
A SRA. MARIANA CARVALHO - Deputado Glauber Braga: voto não. Total: 135 votos não.
O SR. PRESIDENTE (Rodrigo Maia) - Deputado Hugo Leal.
O SR. HUGO LEAL (PSB-RJ) - Sr. Presidente, em respeito às instituições, em respeito à autonomia e à independência dos Poderes da República e também por orientação do meu partido, o PSB, eu voto não, pela continuação da denúncia. (Palmas.)
A SRA. MARIANA CARVALHO - Deputado Hugo Leal: voto não. Total: 136 votos não.
O SR. PRESIDENTE (Rodrigo Maia) - Deputado Jair Bolsonaro.
O SR. JAIR BOLSONARO (PSC-RJ) - Para ser uma grande nação, o Brasil precisa de um Presidente honesto, cristão e patriota.
O meu voto é não.
A SRA. MARIANA CARVALHO - Deputado Jair Bolsonaro: voto não. Total: 137 votos não.
O SR. PRESIDENTE (Rodrigo Maia) - Deputada Jandira Feghali.
A SRA. JANDIRA FEGHALI (PCdoB-RJ) - Temer está roubando o Brasil, roubando direitos e roubando os aposentados.
Voto com a indignação do povo brasileiro, voto com a coragem e a ousadia de uma mulher, voto pelo Brasil e pela democracia.
Fora, canalha! Fora, Temer!
O meu voto é não. (Palmas.)
A SRA. MARIANA CARVALHO - Deputada Jandira Feghali: voto não. Total: 138 votos não.
O SR. PRESIDENTE (Rodrigo Maia) - Deputado Jean Wyllys.
O SR. JEAN WYLLYS (PSOL-RJ) - Sr. Presidente, em defesa da democracia, sequestrada por facção criminosa que também é inimiga dos artistas, das mulheres, dos trabalhadores em geral, dos negros e negras, da comunidade LGBT, dos povos indígenas, eu voto não ao relatório dos cúmplices do corrupto.
A SRA. MARIANA CARVALHO - Deputado Jean Wyllys: voto não. Total: 139 votos não.
O SR. PRESIDENTE (Rodrigo Maia) - Deputado Julio Lopes.
O SR. JULIO LOPES (Bloco/PP-RJ) - Sr. Presidente, Sras. e Srs. Deputados, investigar é preciso, mas não é urgente. Urgente é unir trabalhadores e empreendedores do Brasil para desenvolver o País.
Eu voto sim, com o Deputado Paulo Abi-Ackel.
O SR. GIACOBO - Deputado Julio Lopes: sim. Total: 164 votos.
O SR. PRESIDENTE (Rodrigo Maia) - Deputada Laura Carneiro.
A SRA. LAURA CARNEIRO (PMDB-RJ) - Sr. Presidente, Srs. Deputados, eu tive o cuidado de ler a denúncia, a defesa. Quem fala aqui é a filha do PMDB de Nelson Carneiro, de Ulysses Guimarães. A estabilidade num país se dá pela crença e pela esperança do seu povo.
Sr. Presidente, eu voto pelo envio da matéria ao Supremo Tribunal Federal. Voto não. (Palmas. Manifestação no plenário: Muito bem!)
A SRA. MARIANA CARVALHO - Deputada Laura Carneiro: voto não. Total: 140 votos não.
O SR. PRESIDENTE (Rodrigo Maia) - Deputado Leonardo Picciani.
O SR. LEONARDO PICCIANI (PMDB-RJ) - Sr. Presidente, em respeito à separação dos Poderes, em respeito às instituições, digo que esta Casa, onde está a legítima representação do povo brasileiro eleita pelo voto, não é mero local de passagem do desejo de outras instituições. A denúncia é inepta, e denúncia inepta não merece prosperar. Eu voto sim.
O SR. GIACOBO - Deputado Leonardo Picciani: sim. Total: 165 votos.
O SR. PRESIDENTE (Rodrigo Maia) - Deputado Luiz Carlos Ramos.
O SR. LUIZ CARLOS RAMOS (Bloco/PODE-RJ) - Pelos moradores de rua, que nascem e morrem, voto contra o relatório do PSDB e pela...
(Desligamento automático do microfone.) 
A SRA. MARIANA CARVALHO - Deputado Luiz Carlos Ramos: voto não. Total: 141 votos não.
O SR. PRESIDENTE (Rodrigo Maia) - Deputado Luiz Sérgio.
O SR. LUIZ SÉRGIO (PT-RJ) - Sr. Presidente, esta Casa cassou uma mulher honesta, sem crime, e agora quer impedir que o Supremo investigue um Presidente que tem as impressões digitais no crime. Só a eleição direta nos tira desta crise. Eu voto sim à...
(Desligamento automático do microfone.)
O SR. PRESIDENTE (Rodrigo Maia) - O Deputado Luiz Sérgio vota não.
O SR. LUIZ SÉRGIO - Eu voto sim à continuidade das investigações, Sr. Presidente.
A SRA. MARIANA CARVALHO - Deputado Luiz Sérgio: voto não. Total: 142 votos não.
O SR. PRESIDENTE (Rodrigo Maia) - Deputado Marcelo Delaroli.
O SR. MARCELO DELAROLI (PR-RJ) - Presidente, pela estabilidade do nosso País, com a responsabilidade de entender que afastar provisoriamente um Presidente da República é ruim para a economia brasileira, e para que ele seja investigado ao final do seu mandato, eu voto sim ao relatório.
O SR. GIACOBO - Deputado Marcelo Delaroli: voto sim. Total: 166 votos.
O SR. PRESIDENTE (Rodrigo Maia) - Deputado Marcelo Matos.
O SR. MARCELO MATOS (PHS-RJ) - Sr. Presidente, Srs. Deputados, Sras. Deputadas, sigo a orientação do meu partido, voto não.
A SRA. MARIANA CARVALHO - Deputado Marcelo Matos: voto não. Total: 143 votos não.
O SR. PRESIDENTE (Rodrigo Maia) - Deputado Marco Antônio Cabral.
O SR. MARCO ANTÔNIO CABRAL (PMDB-RJ) - Sr. Presidente, pela estabilidade econômica e pelo retorno dos empregos no Brasil, eu voto sim.
O SR. GIACOBO - Deputado Marco Antônio Cabral: voto sim. Total: 167 votos.
O SR. PRESIDENTE (Rodrigo Maia) - Deputado Marcos Soares.
O SR. MARCOS SOARES (DEM-RJ) - Sr. Presidente, eu voto com o relatório aprovado pela Comissão de Constituição e Justiça. Voto sim.
O SR. GIACOBO - Deputado Marcos Soares: voto sim. Total: 168 votos.
O SR. PRESIDENTE (Rodrigo Maia) - Deputado Miro Teixeira.
O SR. MIRO TEIXEIRA (REDE-RJ) - Presidente, o interesse público exige o fim da impunidade. Eu voto não. (Palmas.)
A SRA. MARIANA CARVALHO - Deputado Miro Teixeira: voto não. Total: 144 votos não.
O SR. PRESIDENTE (Rodrigo Maia) - Deputado Otavio Leite.
O SR. OTAVIO LEITE (PSDB-RJ) - Sr. Presidente, eu apenas gostaria de lembrar aos brasileiros que esta sessão éuma determinação da Constituição da República. É preciso respeitá-la.
O meu voto é não ao relatório.
A SRA. MARIANA CARVALHO - Deputado Otavio Leite: voto não. Total: 145 votos não.
O SR. PRESIDENTE (Rodrigo Maia) - Deputado Paulo Feijó.
O SR. PAULO FEIJÓ (PR-RJ) - Sr. Presidente, voto com o Relator, voto sim.
O SR. GIACOBO - Deputado Paulo Feijó: voto sim. Total: 169 votos.
O SR. PRESIDENTE (Rodrigo Maia) - Deputado Pedro Paulo.
O SR. PEDRO PAULO (PMDB-RJ) - Sr. Presidente, li e reli todas as peças de acusação e defesa. Não háargumentos suficientes para afastar o Presidente da República. O Brasil precisa alcançar a estabilidade política, precisa avançar nas reformas e no ajuste fiscal, para crescer e gerar empregos.
Eu voto sim, Sr. Presidente.
O SR. GIACOBO - Deputado Pedro Paulo: voto sim. Total: 170 votos.
O SR. PRESIDENTE (Rodrigo Maia) - Deputado Roberto Sales.
O SR. ROBERTO SALES (PRB-RJ) - Voto sim, conforme a orientação do partido.
O SR. GIACOBO - Deputado Roberto Sales: voto sim. Total: 171 votos.
O SR. PRESIDENTE (Rodrigo Maia) - Comunico ao Plenário que deixo de votar em virtude de impedimento regimental.
Deputada Rosangela Gomes.
A SRA. ROSANGELA GOMES (PRB-RJ) - Sr. Presidente, eu não sou pautada pela mídia nacional. Votei aqui, no impeachment, pela retomada do crescimento econômico do Brasil, pelo combate à violência, pela minha Baixada, pela saúde do meu Estado.
Eu voto sim! (Palmas.)
O SR. GIACOBO - Deputada Rosangela Gomes: voto sim. Total: 172 votos.
O SR. PRESIDENTE (Rodrigo Maia) - Deputado Sergio Zveiter.
O SR. SERGIO ZVEITER (PMDB-RJ) - Eu mantenho o voto que proferi na CCJ, pelos fortes indícios da prática de corrupção passiva por Michel Temer e pelo direito da sociedade de saber a verdade.
A SRA. MARIANA CARVALHO - Deputado Sergio Zveiter: voto não. Total: 146 votos não.
O SR. PRESIDENTE (Rodrigo Maia) - Deputado Simão Sessim.
O SR. SIMÃO SESSIM (Bloco/PP-RJ) - Sr. Presidente, nunca na história deste País o Governo Federal enfrentou o caos da violência no Rio de Janeiro. O Presidente Temer e o Ministro Jungmann implantaram a Operação Segurança e Paz, com 10 mil homens das Forças Armadas — do Exército, da Marinha e da Aeronáutica —, da Força Nacional, enfim, de todas as forças de segurança do Estado.
O SR. PRESIDENTE (Rodrigo Maia) - Deputado, por favor, sim, não ou abstenção.
O SR. SIMÃO SESSIM - Para que isso não pare, Presidente, precisamos dar estabilidade a este País, política e econômica.
Por um Brasil crescente, democrático, voto sim.
O SR. GIACOBO - Deputado Simão Sessim: voto sim. Total: 173 votos.
O SR. PRESIDENTE (Rodrigo Maia) - Deputada Soraya Santos.
A SRA. SORAYA SANTOS (PMDB-RJ) - Sr. Presidente, neste instante nós temos que tomar uma decisão política, dizer se este éo momento adequado ou não para gerar mais instabilidade neste País. O que a sociedade nos está cobrando é responsabilidade...
(Desligamento automático do microfone.)
A SRA. SORAYA SANTOS - É preciso parar com essa briga política e votar pela segurança, pela estabilidade, pela economia.
Em nome das famílias brasileiras, como mulher, como mãe, meu voto é sim à estabilidade econômica deste País...
(Desligamento automático do microfone.)
O SR. GIACOBO - Deputada Soraya Santos: voto sim. Total: 174 votos. (Manifestação no plenário: Fora, Temer! Fora, Temer! Fora, Temer!)
O SR. PRESIDENTE (Rodrigo Maia) - Deputado Sóstenes Cavalcante.
A SRA. SORAYA SANTOS - Presidente, é preciso acabar com a vaidade e votar com responsabilidade! (Manifestação no plenário: Fora, Temer! Fora, Temer! Fora, Temer!)
O SR. PRESIDENTE (Rodrigo Maia) - Deputado Sóstenes Cavalcante. (Manifestação no plenário: Fora, Temer! Fora, Temer! Fora, Temer!)
O SR. PRESIDENTE (Rodrigo Maia) - Por favor...
(O Sr. Presidente faz soarem as campainhas.)
O SR. PRESIDENTE (Rodrigo Maia) - Vamos manter o respeito.
Deputado Sóstenes Cavalcante.
O SR. SÓSTENES CAVALCANTE (DEM-RJ) - Todos os Deputados do PSOL e do PCdoB votaram contra o impeachment da Presidente Dilma. Eles não têm moral, são hipócritas, junto com o PT. Eu votei a favor do impeachment de Dilma e venho aqui hoje dizer sim ao prosseguimento da denúncia contra o Presidente. Voto não ao relatório, Sr. Presidente.
Lula na cadeia!
A SRA. MARIANA CARVALHO - Deputado Sóstenes Cavalcante: voto não. Total: 147 votos não.
O SR. PRESIDENTE (Rodrigo Maia) - Deputado Wadih Damous.
Vamos fazer silêncio, por favor.
O SR. WADIH DAMOUS (PT-RJ) - O Palácio do Planalto é sede do crime organizado. Michel Temer échefe do crime organizado e traidor da classe trabalhadora brasileira.
Voto não, pelo prosseguimento da denúncia.
A SRA. MARIANA CARVALHO - Deputado Wadih Damous: voto não. Total: 148 votos não.
O SR. PRESIDENTE (Rodrigo Maia) - Deputado Walney Rocha.
O SR. WALNEY ROCHA (PEN-RJ) - Voto com o Relator, Sr. Presidente. Portanto, voto sim.
O SR. GIACOBO - Deputado Walney Rocha: voto sim. Total: 175 votos.
O SR. PRESIDENTE (Rodrigo Maia) - Deputado Zé Augusto Nalin.
O SR. ZÉ AUGUSTO NALIN (PMDB-RJ) - Sr. Presidente, eu acho que aqui todos nós queremos a mesma coisa, a investigação, mas, para mim, que a investigação venha no tempo certo, depois que o Presidente sair do comando da Presidência!
Voto sim.
Muito obrigado.
O SR. GIACOBO - Deputado Zé Augusto Nalin: voto sim. Total: 176 votos.
O SR. PRESIDENTE (Rodrigo Maia) - Vou fazer a segunda chamada.
Deputado Dejorge Patrício. (Pausa.) Ausente.
O SR. PRESIDENTE (Rodrigo Maia) - Espírito Santo.
Deputado Carlos Manato.
O SR. CARLOS MANATO (SD-ES) - Sr. Presidente, em respeito ao Estado Democrático de Direito, que eu defendo, acredito que esse processo tem que ir para o Supremo Tribunal Federal. Voto não. (Palmas.)
A SRA. MARIANA CARVALHO - Deputado Carlos Manato: voto não. Total: 149 votos não.
O SR. PRESIDENTE (Rodrigo Maia) - Deputado Dr. Jorge Silva.
O SR. DR. JORGE SILVA (PHS-ES) - Em nome da ética, em nome da moralidade, pela continuidade da investigação, em nome da maioria da população capixaba, eu voto não. (Palmas.)
A SRA. MARIANA CARVALHO - Deputado Dr. Jorge Silva: voto não. Total: 150 votos não.
O SR. PRESIDENTE (Rodrigo Maia) - Deputado Evair Vieira de Melo.
O SR. EVAIR VIEIRA DE MELO (PV-ES) - Sou recém-chegado na política, Sr. Presidente. Por princípios e por valores, os capixabas que represento abominam a corrupção. Nunca seremos coniventes com esse mal. Que prossigam as investigações!
O Deputado Evair vota não ao relatório. (Palmas.)
A SRA. MARIANA CARVALHO - Deputado Evair Vieira de Melo: voto não. Total: 151 votos não.
O SR. PRESIDENTE (Rodrigo Maia) - Deputado Givaldo Vieira.
O SR. GIVALDO VIEIRA (PT-ES) - Sr. Presidente, ao lado de 93% do digno povo brasileiro, voto contra a corrupção de Temer e de seu Governo, contra a reforma trabalhista e a reforma da Previdência. O meu voto é não, para prosseguimento...
(Desligamento automático do microfone.)
A SRA. MARIANA CARVALHO - Deputado Givaldo Vieira: voto não. Total: 152 votos não.
O SR. PRESIDENTE (Rodrigo Maia) - Deputado Helder Salomão.
O SR. HELDER SALOMÃO (PT-ES) - Em respeito à Constituição do meu País, em respeito ao povo capixaba e ao povo brasileiro, contra a corrupção, contra a compra de votos, eu voto nãoao relatório.
Fora, Temer! Diretas já!
A SRA. MARIANA CARVALHO - Deputado Helder Salomão: votonão. Total: 153 votos não.