CÂMARA DOS DEPUTADOS - DETAQ

Com redação final
Sessão: 143.3.53.O Hora: 15h20 Fase: PE
  Data: 09/06/2009

Sumário

Transcurso do 40° aniversário de fundação da Oitava Igreja Presbiteriana de Belo Horizonte.


O SR. LEONARDO QUINTÃO
(Bloco/PMDB-MG. Pronuncia o seguinte discurso.) - Sr. Presidente, Sras. e Srs. Deputados, neste ano, a Oitava Igreja Presbiteriana de Belo Horizonte completou 40 anos de fundação e de serviço ao próximo, contribuindo para a conversão, cura, edificação e salvação das pessoas, para o fortalecimento da fé e da esperança, para a construção de um mundo mais justo e solidário.
Cumpre, portanto, render merecida homenagem a todos os que fazem parte da história da instituição, iniciada por um pequeno grupo de pessoas bem dispostas que atenderam ao chamado para a obra de Deus. Era ainda o ano de 1963, quando algumas famílias pertencentes à Primeira Igreja Presbiteriana se uniram para formar a Congregação Presbiteriana do Bairro Floresta. O trabalho começou nos lares, com aproximadamente 50 pessoas entre crianças e adultos, sob a liderança do irmão Wilson Serra Negra. Essa congregação teria como pastor o Rev. Lawrence Durr.
No dia 25 de maio de 1969, o sonho transforma-se em realidade: ocorre a fundação da Oitava Igreja Presbiteriana de Belo Horizonte. Foi eleito o primeiro Conselho e a primeira Junta Diaconal.
Conforme o Estatuto aprovado em assembléia:
"A Oitava Igreja Presbiteriana de Belo Horizonte tem por fim prestar culto a Deus em espírito e verdade, pregar o Evangelho, batizar os conversos e seus filhos menores sob sua guarda e ensinar os fiéis a guardar a doutrina prática das Escrituras do Antigo e Novo Testamento, na sua pureza e integridade, bem como promover a aplicação dos princípios de fraternidade cristã, o crescimento de seus membros na graça e no conhecimento do nosso Senhor Jesus Cristo".
Enquanto eram recebidos os primeiros catecúmenos para a profissão de fé e realizados os primeiros batismos, ia crescendo a igreja. No final de 1969, o rol de membros já registrava 116 pessoas.
O primeiro pastor titular foi o Rev. Josafá Xavier Siqueira. Sucederam-no à frente da Oitava Igreja Presbiteriana de Belo Horizonte os reverendos: Américo Gomes Coelho, Humberto de Lima Aragão Filho, Magner Martins de Souza, Wilson de Souza e Jeremias Pereira da Silva.
Cumpre registrar também o valioso apoio de outras pessoas, a exemplo do Rev. Eli Domingues, dos pastores Naief Almeida e Davi Borja que foram obreiros da igreja de tempo integral nos anos 1986 e 1987.
Entre 1970 e 1976, foi construído o primeiro templo, com capacidade para 200 pessoas, na Rua Itamogi. A igreja cresceu. Vieram também dias difíceis, tempo de enfrentar maiores responsabilidades e vitória para quem confia no poder de Deus.
Assim, a igreja viria a experimentar um período de grande expansão de 1990 a 2006, marcado pela construção do segundo templo, localizado no Palmares, bem como pelo crescimento do número de seguidores e pela consolidação das bases, métodos e propósitos das atividades missionárias.
Desde 1990, encontra-se à frente da Oitava Igreja Presbiteriana de Belo Horizonte o pastor Jeremias Pereira da Silva, com quem me congratulo nesta oportunidade, em reconhecimento ao seu trabalho.
Congratulações especiais também a todos que integraram, de 1991 a 2005, a equipe pastoral: pastores Alan, Uedson, Sérgio, Homeron, Celso, Paulo, Henrique, Gidiel, Itamar, Ricardo Augusto, Valci, Ivanir, Sem. Eliabe; e aos atuais pastores auxiliares e obreiros: pastores Roberto dos Santos, Luís Fernando Nacif, Amauri, Filipe, Eduardo, Lázaro e Sem. Leonardo.
Em 2003, o Conselho definiu a visão para a Oitava Igreja: ser uma igreja bíblica, contemporânea, acolhedora de pessoas, presente na cidade e parceira na evangelização do mundo.
Sempre contando com a bênção de Deus, a igreja tem crescido e, atualmente, conta com mais de 2.500 membros.
Como bem observou o pastor Jeremias Pereira da Silva, esses 40 anos de história são fruto da soma do trabalho de muitas pessoas. Ressalte-se ainda o discernimento, a consciência de que não existem igrejas perfeitas, de que há falhas e limitações, mas, graças a Deus, existe espaço para corrigir erros e crescer.
Pelo transcurso da data comemorativa de sua fundação, a Oitava Igreja Presbiteriana de Belo Horizonte recebeu, além da celebração de cultos e orações, justa homenagem da Assembleia Legislativa de Minas Gerais, no dia 25 de maio, quando oportuna lembrança se fez também do fato de a Igreja Presbiteriana do Brasil completar, neste ano, 150 anos de fundação.
A Oitava Igreja Presbiteriana de Belo Horizonte tem, portanto, uma série de motivos para celebrar, dar glórias e agradecer a Deus hoje: a fundação e organização de novas igrejas, a formação de novos pastores, o trabalho missionário, a expansão dos ministérios e a ação social.
Além da difusão de valores morais, religiosos e espirituais, a igreja empreende grandiosa obra social em favor da população carente, incluindo desde a distribuição de alimentos até a realização de cursos, criando oportunidades efetivas de emprego e renda.
O foco do trabalho em favor das famílias, o apoio às missões, a excelência no ensino religioso, a evangelização, a transformação de vidas, eis algumas das razões pelas quais a igreja se tornou conhecida e admirada no Brasil e no exterior.
Que a Oitava Igreja Presbiteriana de Belo Horizonte continue, cada vez mais, fortalecida e vitoriosa em sua trajetória de serviço ao próximo, conforme a vontade de Deus e a visão que a faz, realmente, "ser uma igreja bíblica, contemporânea, acolhedora de pessoas, presente na cidade e parceira na evangelização do mundo".
Muito obrigado.


IGREJA EVANGÉLICA, MUNICÍPIO, BELO HORIZONTE, MG, ANIVERSÁRIO DE FUNDAÇÃO.
oculta