CÂMARA DOS DEPUTADOS - DETAQ

Com reda����o final
Sessão: 124.2.52.O Hora: 17:28 Fase: GE
Orador: EDSON EZEQUIEL, PMDB-RJ Data: 15/06/2004




O SR. EDSON EZEQUIEL - Sr. Presidente, peço a palavra pela ordem.
O SR. PRESIDENTE (Inocêncio Oliveira) - Tem V.Exa. a palavra.
O SR. EDSON EZEQUIEL (PMDB-RJ. Pela ordem. Sem revisão do orador.) - Sr. Presidente, Sras. e Srs. Deputados, na condição de eleitor do Presidente Lula no segundo turno, tenho tido alegrias e frustrações.
Inicialmente, quero me referir a uma alegria: foi contemplado com o Projeto Soldado-Cidadão o 3º Batalhão de Infantaria da minha cidade, São Gonçalo, da qual tive a honra de ser Prefeito por 2 mandatos e que me conduziu a esta Casa pela segunda vez.
O 3º Batalhão de Infantaria é um patrimônio da cidade de São Gonçalo, o segundo maior colégio eleitoral do Estado do Rio de Janeiro, e foi contemplado com esse importante meio de profissionalização de jovens, conseqüentemente um atenuante da atração deles para a violência e a atividades que não merecem nosso crédito e nossa confiança.
Por outro lado, tive frustrações, a exemplo do salário mínimo de 260 reais. Fomos obrigados a votar favoravelmente aos 275 reais, de acordo com a emenda da Oposição, porque queremos alavancar a distribuição de renda e o desenvolvimento.
Frustrante também foi o episódio do recadastramento de aposentados idosos.
Continuando com as alegrias, refiro-me ao Ministro Furlan, à balança comercial brasileira e ao saldo de transações correntes.
Além de agradecer por ter sido contemplado com o Projeto Soldado-Cidadão o 3º Batalhão de Infantaria de São Gonçalo, Estado do Rio de Janeiro, aproveito a oportunidade para fazer um registro neste momento em que o nobre Deputado Lincoln Portela lembra a importância de a Casa trabalhar. Muitos telespectadores que nos vêem pela TV Câmara pensam que o trabalho dos Deputados se resume ao que ocorre neste plenário, quando, na verdade, realizamos atividades muito sérias nas Comissões. Por exemplo: na Comissão Especial da ALCA, da qual éPresidente o Deputado José Thomaz Nonô e 1º Vice-Presidente este Deputado, temos realizado exaustivo e dignificante trabalho no sentido de produzir benefícios para o País.
A Comissão de Desenvolvimento Econômico, Indústria e Comércio, da qual é Presidente o Deputado Gonzaga Mota, organizou importante seminário sobre a dívida pública que asfixia o País. No ano passado, foram pagos 145 bilhões de reais de juros. Enquanto isso, não temos dinheiro para aumentar o valor do salário mínimo, alavancar o crescimento, reduzir os juros e o spread bancário. Essa Comissão está promovendo outro magnífico trabalho. Refiro-me ao seminário de longo prazo que ocorre desde o dia 4 de maio. A abertura do evento contou com a presença do Presidente da Casa, Deputado João Paulo Cunha. Houve deb debates sobre diversas questões: a ética e o desenvolvimento; o emprego, problema que mais aflige nosso País; questões sociais; gestão da coisa pública; e estrutura produtiva. O tema debatido hoje foi A Inserção Internacional, e tivemos o prazer de contar com a presença do Presidente do BID, Dr. Enrique Iglesias, a quem chamo de Embaixador Benemérito do nosso País porque sempre procura colaborar, independentemente de ideologia partidária, para o bem do Brasil e da América Latina. Falei com S.Sa. a respeito do Porto de Sepetiba e do Anel do Contorno, no Rio de Janeiro, que precisam de investimentos para alavancar nossas exportações.
Vai ser realizado na próxima terça-feira outro seminário muito importante sobre os Desafios da Economia Brasileira, com a presença do Ministro Antonio Palocci, do nosso Deputado e ex-Ministro Delfim Netto, da Profa. Maria da Conceição Tavares e do Prof. Antonio Kandir.
Parabenizo os companheiros membros da Comissão de Desenvolvimento Econômico, Indústria e Comércio desta Casa, o seu Presidente, Deputado Gonzaga Mota, e todos os que procuram honrar nosso trabalho parlamentar, produzindo para o bem do País e do povo brasileiro.
Muito obrigado, Sr. Presidente.