CÂMARA DOS DEPUTADOS - DETAQ

Com redação final
Sessão: Hora: Fase:
Orador: Data:




O SR. PRESIDENTE (Eduardo Cunha) - Deputado Miro Teixeira, da Rede.
O SR. MIRO TEIXEIRA (Rede-RJ.) - Sr. Presidente, meu voto é sim, porém peço licença aos companheiros para apresentar uma divergência em relação a fundamentações. Nós não queremos confrontos de nenhuma espécie, mas não vamos nos intimidar com as ameaças que ouvimos ao longo das semanas. Saberemos enfrentá-las. Não as desejamos, mas saberemos enfrentá-las e vencê-las.
Hoje, aqui, vou decidir sobre um processo. A pauta cuida de um processo, o processo de admissibilidade do impeachmentde Dilma Rousseff. Não adianta tergiversar, e, repito, pedindo licença para divergir, reconhecendo o direito de todos falarem o que bem quiser. Hoje o processo aqui é Dilma Rousseff. Aqui temos que julgar o mensalão, inclusive, e começar a voltar no tempo para ver como isso começou. Quanto maior forem as provocações, mais voltaremos no tempo. Vamos ver o petrolão, porque esse processo contra Dilma Rousseff permitirá fortalecer a Lava-Jato e aprofundar as investigações do petrolão.
Ninguém aqui tem medo de ninguém.
O SR. BETO MANSUR - Deputado Miro Teixeira, da Rede do Rio de Janeiro, voto sim. Total: 242 votos.
O SR. PRESIDENTE (Eduardo Cunha) - Deputado Otávio Leite, do PSDB.
O SR. OTAVIO LEITE (PSDB-RJ.) - Em primeiro lugar, eu queria deixar claro que, assim como o grande brasileiro Juscelino Kubitschek de Oliveira, eu creio na vitória final inexorável do Brasil como nação.
Em nome daqueles que estão nas ruas no Rio de Janeiro, em nome do povo do Rio de Janeiro, em defesa do futuro e da esperança das novas gerações, eu voto sim ao impedimento de Dilma Lana Rousseff.
O SR. BETO MANSUR - Deputado Otávio Leite, do PSDB do Rio de Janeiro, voto sim. Total: 243 votos.
O SR. PRESIDENTE (Eduardo Cunha) - Deputado Paulo Feijó, do PR.
O SR. PAULO FEIJÓ (Bloco/PR-RJ.) - Sr. Presidente, em respeito ao norte e noroeste do Estado do Rio, em respeito àminha querida Campos dos Goytacazes, que está em festa, São Francisco do Itabapoana, Bom Jesus do Itabapoana, Santa Maria Madalena, à minha família, aos ferroviários do Brasil, eu voto sim.
O SR. BETO MANSUR - Deputado Paulo Feijó, do PR do Rio de Janeiro, voto sim. Total: 244 votos.
O SR. PRESIDENTE (Eduardo Cunha) - Deputado Pedro Paulo, do PMDB.
O SR. PEDRO PAULO (Bloco/PMDB-RJ.) - Senhoras e senhores de todo o Brasil, com a esperança de ver o País sair da crise, é preciso mudar. Pelo meu Rio de Janeiro, pelo Brasil, eu voto sim.
O SR. BETO MANSUR - Deputado Pedro Paulo, do PMDB do Rio de Janeiro, voto sim. Total: 245 votos.
O SR. PRESIDENTE(Eduardo Cunha) - Deputado Roberto Sales, do PRB.
O SR. ROBERTO SALES (Bloco/PRB-RJ.) - Sr. Presidente, pela unidade do PRB, pela família e para nenhum governo se levantar contra a Nação de Israel, por São Gonçalo, pelo leste fluminense, pelo Rio de Janeiro, voto sim. (Palmas.)
O SR. BETO MANSUR - Deputado Roberto Sales, do PRB do Rio de Janeiro, voto sim. Total: 246 votos.
O SR. PRESIDENTE (Eduardo Cunha) - Como vota o Deputado Rodrigo Maia, do Democratas?
O SR. RODRIGO MAIA (DEM-RJ.) - Sr. Presidente, V.Exa. entra para a história hoje.
Pela minha família, mas principalmente pelo meu pai, Cesar Maia, que quando Prefeito do Rio, foi atropelado pelo Governo do PT — o PT rasga a Constituição no Rio de Janeiro e rasga a Constituição aqui —, o meu voto é sim. (Manifestação no plenário.)
O SR. BETO MANSUR - Deputado Rodrigo Maia, do DEM do Rio de Janeiro, voto sim. Total: 247 votos.
O SR. PRESIDENTE (Eduardo Cunha) - Deputada Rosangela Gomes, do PRB.
A SRA. ROSANGELA GOMES (Bloco/PRB-RJ.) - Sr. Presidente, pela retomada da economia brasileira, por todos os funcionários públicos e aposentados do Estado do Rio de Janeiro, pelo fim da violência na Baixada Fluminense, pela minha cidade Nova Iguaçu, contra uma saúde ruim, contra um desenvolvimento horrível, voto sim, pelo Brasil, pelo Partido Republicano Brasileiro. Muito obrigada.
O SR. BETO MANSUR - Deputado Rosangela Gomes, do PRB do Rio de Janeiro, voto sim. Total: 248 votos.
O SR. PRESIDENTE (Eduardo Cunha) - Deputado Sergio Zveiter, do PMDB.
O SR. SERGIO ZVEITER (Bloco/PMDB-RJ.) - Pela responsabilidade que tenho de votar hoje aqui, como advogado, duas vezes Presidente da OAB, e representando o Estado do Rio de Janeiro, eu estudei esse processo e posso afirmar, sem medo de errar, que o parecer do Relator está de acordo com a Constituição, com as leis que regulam o impeachment e com o Regimento Interno desta Casa.
Por isso, eu voto sim ao prosseguimento do processo.
O SR. BETO MANSUR - Deputado Sergio Zveiter, do PMDB do Rio de Janeiro: voto sim. Total: 249 votos.
O SR. PRESIDENTE (Eduardo Cunha) - Deputado Simão Sessim, do PP.
O SR. SIMÃO SESSIM (Bloco/PP-RJ.) - Sr. Presidente, saudando as pessoas da Capital e das demais cidades do Estado do Rio de Janeiro que foram para as ruas apoiar esse movimento; para que haja paz, tranquilidade, no Brasil e crescimento da Nação brasileira; por aqueles que me deram dez mandatos consecutivos nesta Casa, fazendo história; pela minha família, pelos meus filhos, Sérgio e Marcelo, pelas minhas noras, pelos meus netos; pela minha querida Baixada Fluminense; pela minha querida cidade de Nilópolis, a velha Nilópolis; por tudo isso voto sim, pelo impeachment. (Palmas.)
O SR. BETO MANSUR - Deputado Simão Sessim, do PP do Rio de Janeiro: voto sim. Total: 250 votos.
O SR. PRESIDENTE (Eduardo Cunha) - Deputada Soraya Santos, do PMDB.
A SRA. SORAYA SANTOS (Bloco/PMDB-RJ.) - Sr. Presidente, por acreditar que a política, a ética e a responsabilidade devem caminhar juntas; por andar por este Brasil afora e ver milhões de brasileiros nas ruas vestindo verde-amarelo, de forma pacífica, ordeira, mostrando que os seus filhos não fogem à luta — não precisam invadir casa de ninguém, não precisam quebrar ônibus nenhum —, pedindo união e pregando esperança por um Brasil melhor; por minha família, e neste momento eu me faço representar pelos meus netos, Arthur, Sofia e a mais nova, a caçula, que está chegando; eu quero dizer aos brasileiros, à minha cidade de Niterói e ao meu Estado do Rio de Janeiro que voto sim.
Impeachment já! (Palmas.)
O SR. BETO MANSUR - Deputada Soraya Santos, do PMDB do Rio de Janeiro: voto sim. Total: 251 votos.
O SR. PRESIDENTE (Eduardo Cunha) - Deputado Sóstenes Cavalcante, do Democratas.
O SR. SÓSTENES CAVALCANTE (DEM-RJ.) - A negociata da velha política impediu um suplente do meu partido, o DEM, Marcelo Delaroli, de votar aqui hoje. Por você, Marcelo; pelos evangélicos do meu Estado; pelos movimentos sociais, Movimento Brasil Livre —MBL, Vem Pra Rua, Revoltados Online e todos os outros que ocuparam as ruas deste País; por um País mais altivo, livre da corrupção de todos; por Lula e Dilma na cadeia; voto sim ao impeachment, Sr. Presidente. (Palmas.)
O SR. BETO MANSUR - Deputado Sóstenes Cavalcante, do DEM do Rio de Janeiro: voto sim. Total: 252 votos.
O SR. PRESIDENTE (Eduardo Cunha) - Deputado Wadih Damous, do PT.
O SR. WADIH DAMOUS (PT-RJ.) - Sr. Presidente, em homenagem aos milhares de advogados e juristas deste País que apontaram que esse relatório é uma farsa, é um instrumento de golpe; em homenagem ao povo trabalhador que hoje está nas ruas resistindo contra o golpe; e dando razão a V.Exa. quando pediu a Deus que tenha misericórdia deste País, e tem que ter mesmo, porque V.Exa. é o chefe da corrupção neste País, presidindo um tribunal que vai julgar uma mulher honrada — não se iluda, Sr. Presidente, com esse seu sorrisinho, V.Exa. éa bola da vez no Supremo Tribunal Federal —; meu voto é não.
O SR. FELIPE BORNIER - Deputado Wadih Damous, do PT do Rio de Janeiro: voto não. Total: 81 votos.
O SR. PRESIDENTE (Eduardo Cunha) - Outra ausência, do Rio de Janeiro, da Deputada Clarissa Garotinho. Como informado, não há necessidade de voltar a chamar.
Vamos ao Espírito Santo e ao Piauí. Em seguida do Espírito Santo, será a vez do Piauí.
O primeiro Parlamentar do Espírito Santo é o Deputado Carlos Manato, do Solidariedade.
O SR. CARLOS MANATO (SD-ES.) - Sr. Presidente, em homenagem à minha querida Alegre, na Região do Caparaó, aos 3,5 milhões de capixabas em 78 Municípios, às mais de 50 mil pessoas do movimento Vem Pra Rua que estão na Praça do Papa, e para que nossa ex-Presidenta Dilma tenha férias eternas, eu digo sim, Sr. Presidente. (Palmas.)
O SR. BETO MANSUR - Deputado Carlos Manato, do Solidariedade do Espírito Santo: voto sim. Total: 253 votos.
O SR. PRESIDENTE (Eduardo Cunha) - Deputado Dr. Jorge Silva, do PHS.
O SR. DR. JORGE SILVA (PHS-ES.) - Sr. Presidente, em respeito à Constituição, em respeito àgrande maioria da população da minha querida cidade de São Mateus, em respeito à grande maioria da população do norte do Estado do Espírito Santo, em respeito à grande maioria da população capixaba, e para que nosso País encontre novamente o rumo do desenvolvimento, eu voto sim, Sr. Presidente. (Palmas.)
O SR. BETO MANSUR - Deputado Dr. Jorge Silva, do PHS do Espírito Santo: voto sim. Total: 254 votos.
O SR. PRESIDENTE (Eduardo Cunha) - Deputado Evair de Melo, do PV.
O SR. EVAIR DE MELO (PV-ES.) - Sras. e Srs. Deputados, os capixabas nunca legitimaram este Governo. Este Governo, para aumentar a maldade, abandonou os capixabas, nossas rodovias, portos e aeroportos. Então, por tudo isso, Srs. Deputados, e pela minha família, em especial, pelo meu filho Arthur e pela minha filha Sarah, pela agricultura e pelos agricultores do meu Espírito Santo, pelo cooperativismo, pela indústria abandonada por este Governo, pela ciência e pela tecnologia, pela maioria esmagadora dos capixabas, Espírito Santo, o meu voto é sim!
O SR. BETO MANSUR - Deputado Evair de Melo, do PV do Espírito Santo: voto sim. Total: 255 votos.
O SR. PRESIDENTE (Eduardo Cunha) - Deputado Givaldo Vieira, do PT.
O SR. GIVALDO VIEIRA (PT-ES.) - A coragem daqueles que resistiram ao Golpe de 1964, com dor, sangue e a própria vida,foi o que devolveu à minha geração a tão sonhada liberdade. Em homenagem a esses lutadores da democracia, eu me recuso a entregar o meu País nas mãos dos golpistas, nas mãos dos traidores, nas mãos dos corruptos que armaram esta farsa e aqui a comandam!
O SR. PRESIDENTE (Eduardo Cunha) - Como vota, Deputado?
O SR. GIVALDO VIEIRA - Em homenagem aos milhões de lutadores que hoje lutam e não se cansarão de lutar pela democracia, por amor à Pátria, o meu voto é não!
O SR. FELIPE BORNIER - Deputado Givaldo Vieira, do PT do Espírito Santo: voto não. Total: 82 votos.
O SR. PRESIDENTE (Eduardo Cunha) - Deputado Helder Salomão, do PT.
O SR. HELDER SALOMÃO (PT-ES.) - Não posso concordar que o Deputado Eduardo Cunha presida esta sessão. (Apupos.) Isso é um absurdo! Ele não tem moral política nem ética para estar aqui.
Mas, no dia em que tomei posse, eu fiz um juramento. Jurei defender e respeitar a Constituição. Jurei defender a democracia.
Por isso o meu voto é não ao golpe!
O SR. FELIPE BORNIER - Deputado Helder Salomão, do PT do Espírito Santo: voto não. Total: 83 votos.
O SR. PRESIDENTE (Eduardo Cunha) - Deputado Lelo Coimbra, do PMDB.
O SR. LELO COIMBRA (Bloco/PMDB-ES.) - Presidente, em homenagem e em resposta aos milhares de brasileiros que, pelas ruas do País, do meu Estado do Espírito Santo, das cidades do meu Estado, em especial a minha querida Vitória, que nos cobram, nos exigem e nos chamam para responder afirmativamente contra a corrupção, que nos chamam para responder afirmativamente pelo restauro da economia e que nos chamam para responsabilizar aquela que, ao longo desses anos, inviabilizou a economia, nós precisamos responsabilizar a Presidente neste momento, com o ato que aqui estamos praticando. E esse ato tem uma resposta. A resposta é sim.
O SR. BETO MANSUR - Deputado Lelo Coimbra, do PMDB do Espírito Santo: voto sim. Total: 256 votos.
O SR. PRESIDENTE (Eduardo Cunha) - Deputado Marcus Vicente, do PP.
O SR. MARCUS VICENTE (Bloco/PP-ES.) - Sr. Presidente, em respeito às famílias brasileiras, em respeito ao meu querido Espírito Santo, em respeito à minha cidade natal, Ibiraçu, pelos meus amigos e por toda a minha família, eu voto sim ao impeachment.
O SR. BETO MANSUR - Deputado Marcus Vicente, do PP do Espírito Santo: voto sim. Total: 257 votos acumulados.
O SR. PRESIDENTE (Eduardo Cunha) - Deputado Max Filho, do PSDB.
O SR. MAX FILHO (PSDB-ES.) - Sr. Presidente, Srs. Deputados, em homenagem aos princípios da Constituição Federal, da legalidade, da impessoalidade e, sobretudo, da moralidade, da publicidade e da eficiência, meu voto é sim.
O SR. BETO MANSUR - Deputado Max Filho, do PSDB do Espírito Santo: voto sim. Total: 258 votos acumulados.
O SR. PRESIDENTE (Eduardo Cunha) - Deputado Paulo Foletto, do PSB.
O SR. PAULO FOLETTO (PSB-ES.) - Sr. Presidente, em nome da minha querida cidade de Colatina, de todos os filhos do solo capixaba, do noroeste capixaba, de todo o Espírito Santo; em nome da Nação brasileira; em nome dos meus filhos Sara, Estevão, Giordano e Donato; em nome do meu sobrinho, de toda a minha família e de todos os jovens deste País; em nome de todos esses e em nome do Brasil, com a esperança de que nós possamos construir, com o novo Governo, um diálogo com a política, com a economia e recuperar esta Nação, eu voto sim.
O SR. BETO MANSUR - Deputado Paulo Foletto, do PSB do Espírito Santo: voto sim. Total: 259 votos acumulados.
O SR. PRESIDENTE (Eduardo Cunha) - Deputado Sérgio Vidigal, do PDT.
O SR. SÉRGIO VIDIGAL (PDT-ES.) - Pelo Estado do Espírito Santo, que me deu a oportunidade de ser o mais votado do Estado, com mais de 161 mil votos, especialmente o Município da Serra, eu quero aqui dizer ao meu partido, o PDT, que fechou questão contra o impeachment, que estou aqui no papel de julgador. Cabe ao julgador ser imparcial. Pela liberdade inviolável da consciência, pela democracia e contra a corrupção, quero dizer que, em nome da população capixaba, e peço desculpa ao PDT, vou ficar com o Estado do Espírito Santo. Voto sim. (Manifestação no plenário.)
O SR. BETO MANSUR - Deputado Sérgio Vidigal, do PDT do Espírito Santo: voto sim. Total: 260 votos.
O SR. PRESIDENTE (Eduardo Cunha) - Vamos ao Piauí, em seguida, ao Rio Grande do Norte.
Primeiro Parlamentar do Piauí: Deputado Assis Carvalho, do PT.
O SR. ASSIS CARVALHO (PT-PI.) - Em defesa da minha Nação, do Nordeste, do Piauí, da minha cidade de Oeiras, mas, principalmente, pelo combate à corrupção representada por Eduardo Cunha e Michel Temer, eu digo não a esta corrupção ridícula que envergonha o meu País.
Logo, logo, Eduardo Cunha, V.Exa. estará pagando por isto, detrás das grades, pelo mal que faz ao Brasil e ao mundo. (Apupos.)
O SR. FELIPE BORNIER - Deputado Assis Carvalho, do PT do Piauí: voto não. Total: 84 votos.
O SR. PRESIDENTE (Eduardo Cunha) - Deputado Átila Lira, do PSB.
O SR. ÁTILA LIRA (PSB-PI.) - Sr. Presidente, Sras. e Srs. Parlamentares, este éum momento, creio, difícil para todos nós. A minha decisão é pela renovação de esperanças para o nosso País, para todos nós. Pelo meu Estado do Piauí, pelo meu País, não vamos desistir do Brasil, voto sim. (Palmas.)
O SR. BETO MANSUR - Deputado Átila Lira, do PSB, do Estado do Piauí: voto sim. Total: 261 votos acumulados.