CÂMARA DOS DEPUTADOS - DETAQ

Com redação final
Sessão: Hora: Fase:
Orador: Data:




O SR. PRESIDENTE (Eduardo Cunha) - Deputado Nilson Pinto, do PSDB.
O SR. NILSON PINTO (PSDB-PA.) - Sr. Presidente, em respeito à minha mulher, aos meus filhos e aos meus netos, pelo povo do meu querido Estado do Pará, por um futuro melhor para o Brasil, eu voto sim. (Manifestação no plenário.)
O SR. BETO MANSUR - Deputado Nilson Pinto, do PSDB do Pará: voto sim. Total: 56 votos.
O SR. PRESIDENTE (Eduardo Cunha) - Deputada Simone Morgado, do PMDB.
A SRA. SIMONE MORGADO (Bloco/PMDB-PA.) - Pela defesa da democracia, por considerar que a Presidente Dilma não cometeu nenhum crime, diferentemente de tantos outros denunciados que o cometeram e que envergonham esta Casa, por toda a história do Brasil e pelo povo do Pará, eu digo não ao impeachment! (Manifestação no plenário.)
O SR. FELIPE BORNIER - Deputada Simone Morgado, do PMDB do Pará: voto não. Total: 20 votos.
O SR. PRESIDENTE (Eduardo Cunha) - Deputado Wladimir Costa, do Solidariedade.
O SR. WLADIMIR COSTA (SD-PA.) - Presidente, um colega nosso aqui da Câmara, cujo nome não vou citar, disse que, se nós cassarmos a Presidente Dilma hoje, ele vai se mudar do Brasil. Eu já comprei a passagem dele, sem volta. Saia daqui, porque nós vamos cassar o Brasil, em nome do Pará!
Minha mãe negra Lucimar, meu sul e sudeste do Pará, meu Tapajós amado, meu querido nordeste do Pará, toda a área metropolitana, nós encaminhamos, em nome do Brasil, minha mãezinha, dos meus filhos, dos meus amigos do Solidariedade, desse povo querido que vota sim, nós votamos sim!
E quem vota sim coloca a mão para cima! coloca a mão para cima! (Manifestação no plenário.)
O SR. BETO MANSUR - Deputado Wladimir Costa, do Solidariedade: voto sim. Total: 57 votos.
O SR. PRESIDENTE (Eduardo Cunha) - Deputado Zé Geraldo, do PT.
O SR. ZÉ GERALDO (PT-PA.) - Povo brasileiro, povo do Pará, haja coração para aguentar tanta hipocrisia.
Pela democracia, pelo desenvolvimento do Brasil, contra os fascistas, os golpistas, os oportunistas e os picaretas desta Câmara, eu sou contra este golpe moderno que querem fazer e atingir a nossa Presidenta Dilma. Covardia daqueles que votam a favor desse impeachment.
Bando de covardes!
O SR. FELIPE BORNIER - Deputado Zé Geraldo, do PT do Pará: não. Total: 21 votos.
O SR. PRESIDENTE (Eduardo Cunha) - Vamos chamar o Estado do Paraná e, em seguida, o Estado do Mato Grosso do Sul.
O primeiro Parlamentar do Paraná é o 4º Secretário da Mesa, o Deputado Alex Canziani, que pode proferir da mesa o seu voto, se assim o desejar.
O SR. ALEX CANZIANI (Bloco/PTB-PR.) - O futuro não é o mero encontro dos astros, o futuro se constrói, segundo Dom Ivo Lorscheiter.
Sr. Presidente, nobres pares, voto com o Relator Jovair Arantes. Voto pela reconstrução do Brasil. Voto sim!
O SR. BETO MANSUR - Deputado Alex Canziani, do PTB do Paraná: voto sim. Total: 58 votos.

O SR. PRESIDENTE (Eduardo Cunha) - Deputado Alfredo Kaefer, do PSL.
O SR. ALFREDO KAEFER (Bloco/PSL-PR.) - Pela liberdade, pela democracia, por um futuro melhor, em honra do povo do Paraná e das pessoas de bem que querem tirar uma oligarquia instalada neste poder, eu voto sim pelo impeachment. (Palmas.)
O SR. BETO MANSUR - Deputado Alfredo Kaefer, do PSL do Paraná: voto sim. Total: 59 votos.
O SR. PRESIDENTE (Eduardo Cunha) - Deputado Aliel Machado, da Rede.
O SR. ALIEL MACHADO (Rede-PR.) - Acredito que a única forma de termos legitimidade a partir desta crise é uma nova eleição presidencial, que é isso que eu defendo.
Neste momento, não posso aceitar nem Dilma, nem Temer, muito menos o Sr. Eduardo Cunha, que é acusado de ser ladrão. Por isso, o meu voto é não. (Manifestação no plenário.)
O SR. FELIPE BORNIER - Deputado Aliel Machado, da Rede do Paraná: voto não. Total: 22 votos.
O SR. PRESIDENTE (Eduardo Cunha) - Deputado Assis do Couto, do PDT.
O SR. ASSIS DO COUTO (PDT-PR.) - Pela democracia, em respeito à Constituição, que juramos cumprir nesta Casa, pela cidadania dos mais pobres deste País, o meu voto é não. (Palmas.)
O SR. FELIPE BORNIER - Deputado Assis do Couto, do PDT do Paraná: voto não. Total: 23 votos.
O SR. PRESIDENTE (Eduardo Cunha) - Deputada Christiane de Souza Yared, do PR.
A SRA. CHRISTIANE DE SOUZA YARED (Bloco/PR-PR.) - Senhores, cabe a nós a tarefa de unirmos este País. E,se as leis são para todos, se as pedaladas condenam Dilma, devem condenar também Governadores como o do meu Estado.
Sr. Beto Richa, a sua hora está chegando! Meu voto é sim.
O SR. BETO MANSUR - Deputada Christiane de Souza Yared, do PR do Paraná: voto sim. Total: 60 votos.
O SR. PRESIDENTE (Eduardo Cunha) - Deputado Diego Garcia, do PHS.
O SR. DIEGO GARCIA (PHS-PR.) - Sr. Presidente, fui eleito por paranaenses que acreditam no resgate da moralidade na política. Fui eleito pelo projeto de fé e política da renovação carismática católica no meu Estado do Paraná. Pela minha família, pela minha filha, pela minha esposa, pelo povo do Paraná, tenho orgulho em dizer: terra da Lava-Jato, avante! Polícia Federal! Sim ao impeachment.
(Manifestação no plenário.)
O SR. BETO MANSUR - Deputado Diego Garcia, do PHS do Paraná: voto sim. Total: 61 votos.
O SR. PRESIDENTE (Eduardo Cunha) - Deputado Dilceu Sperafico, do PP.
O SR. DILCEU SPERAFICO (Bloco/PP-PR.) - Pela minha família, pela minha querida cidade de Toledo, do meu Estado do Paraná, pelos agricultores do nosso Brasil, que estão fazendo com que este País ainda possa andar, o meu voto é sim.
O SR. BETO MANSUR - Deputado Dilceu Sperafico, do PP do Paraná: voto sim. Total: 62 votos.
O SR. PRESIDENTE (Eduardo Cunha) - Deputado Enio Verri, do PT.
O SR. ENIO VERRI (PT-PR.) - Sr. Presidente, em respeito aos 200 milhões de habitantes deste País, que lutaram e morreram pela democracia — neste momento, querem transformar esta Casa num colégio eleitoral aplicando um golpe em nossa Constituição —, em respeito aos trabalhadores, eu voto não.
O SR. FELIPE BORNIER - Deputado Enio Verri, do PT do Paraná: voto não. Total: 24 votos.
O SR. PRESIDENTE (Eduardo Cunha) - Deputado Evandro Roman.
O SR. EVANDRO ROMAN (Bloco/PSD-PR.) - Pelo meu Paraná, pelo meu Estado, que foi tão maltratado por este Governo, pela minha querida Céu Azul, pela minha região Oeste do Estado do Paraná, por Cascavel, o meu voto é sim.
O SR. BETO MANSUR - Evandro Roman, do PSD do Paraná, voto sim. Total: 63 votos.
O SR. PRESIDENTE (Eduardo Cunha) - Deputado Fernando Francischini, do Solidariedade.
O SR. FERNANDO FRANCISCHINI (SD-PR.) - Sr. Presidente, como Delegado da Polícia Federal, meu voto vai pelo fim da facção criminosa lulopetista, fim da pelegagem da CUT, fim da CUT e seus marginais. Viva a Lava-Jato, a República de Curitiba! E a minha bandeira nunca será vermelha! Sim, Presidente!
(Manifestação no plenário.)
O SR. BETO MANSUR - Fernando Francischini, SD do Paraná, voto sim. Total: 64 votos.
O SR. PRESIDENTE (Eduardo Cunha) - Giacobo, do PR.
O SR. GIACOBO (Bloco/PR-PR.) - Sr. Presidente, voto sim. (Manifestação no plenário.)
O SR. BETO MANSUR - Giacobo, do Paraná, voto sim. Total: 65 votos.
O SR. PRESIDENTE (Eduardo Cunha) - Hermes Parcianello, do PMDB.
O SR. HERMES PARCIANELLO (Bloco/PMDB-PR.) - Sr. Presidente, sinto cheiro das mesmas aves de rapina de 54, que levaram Getúlio ao suicídio, mas a força do voto de Cascavel, do Oeste do Paraná, do Noroeste, dos Campos Gerais, dos meus eleitores, dos mais de 150 mil eleitores, do povo do Paraná e do Brasil, meu voto é sim.
(Manifestação no plenário.)
O SR. BETO MANSUR - Hermes Parcianello, PMDB do Paraná, voto sim. Total: 66 votos.
O SR. PRESIDENTE (Eduardo Cunha) - João Arruda, do PMDB.
O SR. JOÃO ARRUDA (Bloco/PMDB-PR.) - Sr. Presidente, há um processo jurídico e político. Pesou a vontade dos paranaenses e também do meu partido.
Pela admissibilidade do processo, que continua e será julgado pelo Senado Federal, eu voto sim. (Palmas.)
(Manifestação no plenário.)
O SR. BETO MANSUR - Deputado João Arruda, do PMDB do Paraná: voto sim. Total: 67 votos.
O SR. PRESIDENTE (Eduardo Cunha) - Deputada Leandre, do PV.
A SRA. LEANDRE (PV-PR.) - Hoje é o dia em que o Brasil vai se reencontrar com a esperança.
(Manifestação no plenário.)
Pelo povo do Paraná, pelos brasileiros e pelo Brasil que queremos, voto sim. (Palmas.)
O SR. BETO MANSUR - Deputada Leandre, do PV do Paraná: sim. Total: 68 votos.
O SR. PRESIDENTE (Eduardo Cunha) - Deputado Leopoldo Meyer, do PSB.
O SR. LEOPOLDO MEYER (PSB-PR.) - O povo do Paraná pede o voto sim. Espero que nós continuemos a ouvir a voz das ruas.
O meu voto é sim. (Palmas.)
(Manifestação no plenário.)
O SR. BETO MANSUR - Deputado Leopoldo Meyer, do PSB do Paraná: voto sim. Total: 69 votos.
O SR. PRESIDENTE (Eduardo Cunha) - Deputado Luciano Ducci, do PSB.
O SR. LUCIANO DUCCI (PSB-PR.) - Pelos paranaenses e pelos curitibanos, por um País justo e decente, não vamos desistir do Brasil.
Impeachment sim! Viva o Brasil! Viva Curitiba!
(Manifestação no plenário.)
O SR. BETO MANSUR - Deputado Luciano Ducci, do PSB do Paraná: voto sim. Total: 70 votos.
O SR. PRESIDENTE (Eduardo Cunha) - Deputado Luiz Carlos Hauly, do PSDB.
(Manifestação no plenário: Hauly! Hauly!)
O SR. LUIZ CARLOS HAULY (PSDB-PR.) - Em nome do povo brasileiro, por amor a este País, aos paranaenses de Curitiba, Londrina, Cambé, Rolândia, Arapongas e Ibiporã, que é a minha base eleitoral, e sabendo que este Governo não tem maioria no Parlamento — em qualquer Parlamento do mundo, quando não se tem maioria, só se tem um terço, não tem como governar. Na Europa, troca-se o Governo que não tem maioria. Pelos crimes de responsabilidade e de lesa-pátria cometidos pela Presidente Dilma, voto sim, pelo Brasil. (Palmas.)
(Manifestação no plenário: Hauly! Hauly!)

O SR. BETO MANSUR - Deputado Luiz Carlos Hauly, do PSDB do Paraná: voto sim. Total: 71 votos.
O SR. PRESIDENTE (Eduardo Cunha) - Deputado Luiz Nishimori, do PR.
O SR. LUIZ NISHIMORI (Bloco/PR-PR.) - Sou um Deputado municipalista e do agronegócio. Portanto, em nome do Paraná, pelo desenvolvimento e progresso do Brasil, voto sim. (Palmas.)
(Manifestação no plenário.)

O SR. BETO MANSUR - Deputado Luiz Nishimori, do PR do Paraná: voto sim. Total: 72 votos.
O SR. PRESIDENTE (Eduardo Cunha) - Deputado Marcelo Belinati, do PP.
O SR. MARCELO BELINATI (Bloco/PP-PR.) - Sr. Presidente, Sras. e Srs. Deputados, povo brasileiro, defendo eleições gerais para a renovação da política do Brasil. De preferência, que nossa população mande de volta para casa todas — sem exceção — essas velhas raposas que estão aí. Voto sim ao impeachment. (Palmas.)
(Manifestação no plenário.)
O SR. BETO MANSUR - Deputado Marcelo Belinati, do PP do Paraná: voto sim. Total: 73 votos.
O SR. PRESIDENTE (Eduardo Cunha) - Deputado Nelson Meurer, do PP.
O SR. NELSON MEURER (Bloco/PP-PR.) - Sr. Presidente, pela minha família, pelo meu querido Município de Francisco Beltrão, pelo meu querido sudoeste do Paraná, pelos meus eleitores do meu Estado, voto sim.
(Manifestação no plenário.)
O SR. BETO MANSUR - Deputado Nelson Meurer, PP do Paraná: voto sim. Total: 74 votos.
O SR. PRESIDENTE (Eduardo Cunha) - Deputado Nelson Padovani, do PSDB.
O SR. NELSON PADOVANI (PSDB-PR.) - Sr. Presidente, pelo meu Estado, o Paraná, e pelo Brasil, voto sim. (Palmas.)
O SR. BETO MANSUR - Deputado Nelson Padovani, do PSDB do Paraná: voto sim. Total: 75 votos.
O SR. PRESIDENTE (Eduardo Cunha) - Deputado Osmar Serraglio, do PMDB. 
(Manifestação no plenário: Osmar! Osmar!)
O SR. OSMAR SERRAGLIO (Bloco/PMDB-PR.) - Sr. Presidente, pelo País sério que todos nós sonhamos e queremos, por um País sem mensalão, sem petrolão, pelo que nós queremos para o nosso querido Paraná, do Sérgio Moro, para a minha querida Umuarama, eu voto sim.
O SR. BETO MANSUR - Deputado Osmar Serraglio, do PMDB do Paraná: voto sim. Total: 76 votos.
O SR. PRESIDENTE (Eduardo Cunha) - Deputado Paulo Martins, do PSDB. (Pausa.)
O SR. PAULO MARTINS (PSDB-PR.) - Sr. Presidente, também em nome dos Deputados Edmar Arruda e Valdir Rossoni, pelo povo que foi às ruas do Brasil de verde e amarelo, por um Brasil livre do PT, pelo Paraná, pela República de Curitiba, eu voto sim.
O SR. BETO MANSUR - Deputado Paulo Martins, do PSDB do Paraná: voto sim. Total: 77 votos.
O SR. PRESIDENTE (Eduardo Cunha) - Deputado Ricardo Barros, do PP. (Pausa.)
O SR. RICARDO BARROS (Bloco/PP-PR.) - Sr. Presidente, pela unidade do Partido Progressista, que fechou questão em relação ao impeachment, pelos progressistas da minha família: Maria Victoria, Cida Borghetti, Silvio Barros, pelos paranaenses que represento e pela minha Maringá, o meu voto é sim.
O SR. BETO MANSUR - Deputado Ricardo Barros, do PP do Paraná: voto sim. Total: 78 votos.
O SR. PRESIDENTE (Eduardo Cunha) - Deputado Rubens Bueno, do PPS. (Pausa.)
O SR. RUBENS BUENO (PPS-PR.) - Sr. Presidente, primeiro, quero fazer uma homenagem à bancada do PPS,que na sua totalidade está votando pelo impeachment. Dois Parlamentares não puderam estar aqui para votar pela suplência: o Deputado Raul Jungmann e o nosso Presidente, Deputado Roberto Freire, de São Paulo. Então, deixo aqui a nossa homenagem. (Palmas.)