CÂMARA DOS DEPUTADOS - DETAQ

Com reda����o final
Sessão: 084.3.53.O Hora: 10:12 Fase: BC
Orador: JOSÉ CARLOS MACHADO, DEM-SE Data: 29/04/2009




O SR. JOSÉ CARLOS MACHADO (DEM-SE. Sem revisão do orador.) - Sr. Presidente, Sras. e Srs. Deputados, há pouco o Deputado Capitão Assumção, da bancada do Espírito Santo, leu no plenário uma carta que lhe foi encaminhada por um cabo da Polícia Militar de Sergipe. Nessa carta, o militar denunciava o caos que é hoje a segurança pública no Estado.
Os policiais militares, em busca de melhorias salariais, de forma ordeira e pacífica, organizam-se, reúnem-se e tentam convencer o Governador a abrir o diálogo. Eles querem aumento de salários, não tanto quanto o Governador deu à Polícia Civil, mas salários mais justos. O militar mostrou ainda que um cabo da polícia recebe hoje 1.400 reais, enquanto um agente da Polícia Civil pode receber até 8 mil reais.
Sr. Presidente, quero corroborar com os termos da carta lida aqui há pouco pelo Deputado Capitão Assumção e me solidarizar com o movimento da Polícia Militar, que, como eu disse, é pacífico e ordeiro.
A Polícia Militar de Sergipe é composta, na sua quase totalidade, por homens de bem, pais de família, que hoje estão receosos porque setores da Justiça e do Ministério Público, atendendo aos apelos do Governador, já ameaçam os líderes até com prisão. Quatro deles estão ameaçados de ser presos a qualquer momento.
Reagindo a tudo isso, só restava uma alternativa: as mulheres dos militares de Sergipe estão promovendo hoje, a partir das 14 horas, um movimento, um panelaço, para tentar conseguir sensibilizar o Governador Marcelo Déda a reabrir o diálogo.
Aproveito para fazer um apelo ao Governador, que tem sua história política ligada aos movimentos sociais e que, nos últimos 16 anos, esteve à frente de todos os movimentos grevistas de Sergipe, quando se buscavam melhores salários.
Governador, nessa área de atendimento aos movimentos grevistas, o Governo de V.Exa tem a obrigação de ser exemplo para o País. Reabra o diálogo, sente-se à cabeceira da mesa de negociações e acabe com esse mal-estar. Condições para isso V.Exa tem. A Polícia Militar confiou em V.Exa.,dando-lhe a quase totalidade dos votos da corporação. Se V.Exa quiser, não delegue a ninguém, assuma o comando e resolva esse problema, restaurando em Sergipe a paz e a tranquilidade.
Muito obrigado.