CÂMARA DOS DEPUTADOS - DETAQ

Com reda����o final
Sessão: 049.3.53.O Hora: 09:52 Fase: BC
Orador: PROFESSOR RUY PAULETTI, PSDB-RS Data: 26/03/2009




O SR. PROFESSOR RUY PAULETTI (PSDB-RS. Sem revisão do orador.) - Sr. Presidente, Sras. e Srs. Deputados, volto àtribuna para novamente abordar o assunto dos aposentados e dos idosos do País, que vivem em situação de penúria.
Se esta Casa aprovar o projeto sobre o fator previdenciário, já aprovado pelo Senado, o Sr. Presidente da República ameaça vetá-lo. S.Exa. e o Governo, insensíveis, desconhecem a realidade, desconhecem o inferno por que estão passando os aposentados e os idosos no País.
Está-se criando, no Brasil, a cultura horrível de que aposentados e idosos são um estorvo. Enquanto os idosos são reverenciados nos demais lugares, a exemplo da Ásia e mesmo da Europa, neste País, que foi construído por eles, por aqueles que trabalham e trabalharam, lhes são sonegados direitos que a própria Constituição lhes dá.
O
Sr. Presidente da República, em reunião com lideranças sindicais, chantageou dizendo: Vou vetar, se o projeto for aprovado. E disse mais, por meio do seu Ministro: Se for aprovado, nós vamos ter que aumentar tributos. Isso é uma inverdade; é apenas uma ameaça, uma tentativa de colocar a faca no peito dos Deputados.
Tentou-se engavetar ou, pelo menos, postergar a discussão do projeto nesta Casa, mas a pressão foi tamanha que o Presidente resolveu discutir o assunto e designou um Relator para a matéria. Espero que meu conterrâneo, o Deputado Pepe Vargas, sempre sensível às causas sociais, analise a questão e não permita, de maneira nenhuma, que os aposentados continuem tendo suprimidos seus direitos.
Quero apenas registrar um dado: a Medida Provisória nº 421/2008 reajustou o salário mínimo de 380 reais para 415 reais, com um aumento de 9,1%. Foi pouco, mas há que se reconhecer o esforço. Ora, se esse direito fosse concedido aos aposentados, representaria 349 mil reais por mês ou 4 milhões de reais por ano.
Enquanto isso, a gastança do Governo continua. O Brasil segue doando e distribuindo alimentos para países da América, para Cuba, para...
(O microfone é desligado.)
O SR. PRESIDENTE (Odair Cunha) - Conclua, Deputado, conclua, por favor.