CÂMARA DOS DEPUTADOS - DETAQ

Com redação final
Sessão: 045.3.55.O Hora: 9h10 Fase: BC
  Data: 23/03/2017

Sumário

Pesar pela aprovação de proposta sobre terceirzação de mão de obra.




O SR. PRESIDENTE (Carlos Manato) - Continuando o período dos pronunciamentos dados como lidos, concedo a palavra ao Sr. Deputado Chico Lopes, do PCdoB do Ceará. S.Exa. dispõe de até 2 minutos.
Após, concederei a palavra aos Srs. Deputados João Daniel, Carlos Henrique Gaguim, Rocha e Valdir Colatto.
Divulgaremos no programa A Voz do Brasil o pronunciamento do Deputado Delegado Edson Moreira.
O SR. CHICO LOPES (PCdoB-CE. Sem revisão do orador.) - Sr. Presidente, Sras. e Srs. Deputados, ontem eu saídaqui arrasado, e acredito que uma boa parte dos Deputados também. Não é que eu seja contra a terceirização, só que eu aprendi como auditor que terceirizados são aquelas pessoas que prestam serviços que não exigem nenhum conhecimento técnico ou científico, mas que têm dignidade na sua labuta.
Ontem nós avançamos exageradamente: trabalhadores nas áreas meio e fim poderão ser terceirizados. Assim, uma pessoa que se formar em nível médio ou superior não mais terá condições de ter um emprego com dignidade e um salário que lhe confira respeitabilidade, porque vai ser terceirizada.
Eu posso trabalhar como técnico em enfermagem num hospital e não ser funcionário público. Se sou funcionário da empresa terceirizada do meu querido amigo Manato, que me empregou, quando ele não me quiser mais, eu passo na empresa, recebo as minhas contas e vou embora.
O sonho de todos nós é ser servidor público. É por isso que nós estudamos, fazemos faculdade e prestamos concurso.
Deputado Manato, nossa amizade é muito forte, mas acredito que daqui a 5 anos nós teremos como resultado pessoas sem estabilidade e sem estímulo.
Nossos filhos estão entrando nas faculdades com 16 ou 17 anos. Que prazer terão de se formar, se não terão mercado de trabalho? Meu filho vai ser terceirizado do Sr. Manuel, que é amigo do Deputado Federal ou do Prefeito que criou uma empresa terceirizada.
Acho que nós cometemos um erro. Respeito a maioria, que ganhou, mas eu estou extremamente chateado...
(Desligamento automático do microfone.)
O SR. PRESIDENTE (Carlos Manato) - Depois V.Exa. fala mais. Já falou por 2 minutos. Vou esperar V.Exa. depois, está bem?


PL 4302/1998, PROJETO DE LEI ORDINÁRIA, ALTERAÇÃO, LEI DO TRABALHO TEMPORÁRIO, EMPRESA DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇO, PESSOA JURÍDICA, COLOCAÇÃO, TRABALHADOR TEMPORÁRIO, SUBSTITUIÇÃO, PESSOAL, CARATER EXTRAORDINÁRIO, ATIVIDADE AGRÍCOLA, REQUISITOS, FUNCIONAMENTO, EMPRESA DE TRABALHO TEMPORÁRIO, EMPRESA DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇO, TERCEIRIZAÇÃO, TEMA, APROVAÇÃO, AVALIAÇÃO NEGATIVA.
oculta