CÂMARA DOS DEPUTADOS - DETAQ

Com redação final
Sessão: 029.4.54.O Hora: 16h54 Fase: GE
  Data: 25/02/2014

Sumário

Necessidade de esclarecimentos do Banco do Brasil acerca da execução de dívida de agricultor catarinense.




O SR. PRESIDENTE (Inocêncio Oliveira) - Com a palavra o Deputado Esperidião Amin.
O SR. ESPERIDIÃO AMIN (Bloco/PP-SC. Pela ordem. Sem revisão do orador.) - Sr. Presidente, vou falar em dobradinha com o Deputado Onofre Agostini, mas o que eu quero é agradecer a V.Exa., que dáforça a esse questionamento que nós fazemos.
Eu não vou falar aqui sobre o dinheiro do BNDES e da Caixa Econômica Federal para o MST, porque deve ter sido muito bem empregado, deve ter sido muito bem utilizado. Mas quero lembrar que nós criamos, Deputado Onofre, em Santa Catarina, o Programa do Crédito Fundiário e o Banco da Terra para atender os sem-terra de maneira democrática, fazendo com que eles sejam capitalistas também.
O Banco do Brasil deve explicações e está negando as informações, estánegando. A reportagem fala isso e o Deputado Onofre vai falar qual é o tópico a que estou me referindo. Só quero dizer o seguinte: o cidadão ainda declarou: Se me tomassem a parte correspondente à dívida, tudo bem, mas tomaram os cincoalqueires, acabaram com a propriedade. Ele vive de favores. Isso é inconcebível, e o Banco do Brasil tem que esclarecer.
É esse o apelo que eu faço.
Muito obrigado.


BANCO DO BRASIL, ESCLARECIMENTOS, EXECUÇÃO, DÍVIDA, PRODUTOR RURAL, SC.
oculta