CÂMARA DOS DEPUTADOS - DETAQ

Com redação final
Sessão: 029.4.54.O Hora: 16h36 Fase: GE
  Data: 25/02/2014

Sumário

Consternação ante matéria publicada no jornal Folha de S. Paulo sobre perda de sítio por agricultor catarinense em decorrência do não pagamento de empréstimo de baixo valor ao Banco do Brasil. Defesa de revisão da medida pela instituição bancária.




O SR. PRESIDENTE (Inocêncio Oliveira) - Para uma breve intervenção, concedo a palavra, pela ordem, ao ilustre Deputado Esperidião Amin, do PP de Santa Catarina.
O SR. ESPERIDIÃO AMIN (Bloco/PP-SC. Pela ordem. Sem revisão do orador.) - Sr. Presidente, muito obrigado.
Quero registrar publicamente minha tristeza diante da matéria, publicada na Folha de S.Paulo do último domingo — e peço que seja anexada a este breve pronunciamento —, que dá conta da perda da propriedade de um agricultor em Matos Costa, Santa Catarina, cidade que fica na Região do Contestado, uma das regiões deprimidas de Santa Catarina e que o Deputado Onofre Santo Agostini, que é de Curitibanos, bem conhece. O agricultor perdeu a única propriedade que tinha por não ter pago ao Banco do Brasil 1.387 reais de uma dívida contraída no final dos anos 90.
Eu acho que é imperioso que o Banco do Brasil examine essa situação. A legislação brasileira impede que isso aconteça.

MATÉRIA A QUE SE REFERE O ORADOR


PEQUENO PRODUTOR RURAL, PERDA, PROPRIEDADE RURAL, AUSENCIA, PAGAMENTO, EMPRÉSTIMO, BANCO DO BRASIL (BB), REPUDIO.
oculta