CÂMARA DOS DEPUTADOS - DETAQ

Com redação final
Sessão: 029.4.54.O Hora: 20h4 Fase: OD
  Data: 25/02/2014


O SR. CARLOS BRANDÃO
(PSDB-MA. Pronunciamento encaminhado pelo orador.) - Sr. Presidente, Sras. e Srs. Deputados, estamos aqui hoje para comemorar os 20 anos do Plano Real. A moeda, que foi criada em 1994 pelo o então Ministro da Fazenda, Fernando Henrique Cardoso, durante o Governo Itamar Franco, conseguiu o que vários outros planos econômicos não foram capazes, aquilo que parecia impossível: conter a hiperinflação.
Mas, primeiramente deixe-me traçar um panorama daqueles dias, para aqueles que não se lembram ou sequer viveram o drama da remarcação diária dos preços. No final da década de 80 e nos primeiros anos da década de 90, o Brasil estava imerso em uma crise astronômica, com inflação de
85% ao mês.
O
real foi sucesso imediato, as mudanças aconteceram quase que instantaneamente. A inflação caiu e como consequência disso veio o aumento da capacidade de consumo do povo brasileiro e a redução da população miserável.
Até então, os pacotes econômicos eram marcados por medidas como congelamento de preços
. O real foi mais que uma moeda, foi um plano maior que remodelou o País.
O Plano Real foi não só
o mais eficaz dos programas de estabilização econômica, mas um marco na história do Brasil. E todos nós devemos isso ao ex-Presidente Fernando Henrique Cardoso. A maior prova da força do real está na capacidade de controle e recuperação demonstrados durante as diversas crises econômicas que assolaram o mundo nas duas últimas décadas, especialmente a crise de 2008-2009, cujos efeitos nefastos até hoje caem sobre a Europa e os Estados Unidos.
Deixo registrada a minha admiração ao grande esforço realizado pelos mentores do programa. Graças a esse divisor de águas, o Brasil é hoje reconhecido no mundo todo como um País do futuro.

Era o que tinha a dizer.
Muito obrigado
.