CÂMARA DOS DEPUTADOS - DETAQ

Com redação final
Sessão: 029.4.54.O Hora: 20h4 Fase: OD
  Data: 25/02/2014


PRONUNCIAMENTOS ENCAMINHADOS À MESA PARA PUBLICAÇÃO


O SR. LEONARDO MONTEIRO (PT-MG. Pronunciamento encaminhado pelo orador.) - Sr. Presidente, Sras. e Srs. Deputados, servidores e servidoras da Casa e dos gabinetes parlamentares, ouvintes da Rádio Câmara, telespectadores da TV Câmara, o Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Norte de Minas Gerais (IFNMG) foi criado em 29 de dezembro de 2008 pela Lei nº 11.892, através da integração do Centro Federal de Educação Tecnológica (CEFET) de Januária e da Escola Agrotécnica Federal de Salinas (EAF), instituições com mais de 50 anos de experiência na oferta da educação profissional. Em seus 5 anos de funcionamento, já agrega sete campi — Campus Almenara, Campus Araçuaí, Campus Arinos, Campus Januária, Campus Montes Claros, Campus Pirapora e Campus Salinas — e a Reitoria, sediada em Montes Claros. Além disso, Sr. Presidente, já está prevista uma nova expansão do Instituto, com a implantação de outras duas unidades, nas cidades de Diamantina e Teófilo Otoni.
A área de abrangência do IFNMG é constituída de 167 Municípios, distribuídos entre norte e noroeste de Minas e os Vales do Jequitinhonha e do Mucuri, e ocupa uma área total de 226.804,72 quilômetros quadrados, onde vivem quase 3 milhões de habitantes. No Instituto Federal do Norte de Minas são ofertados cursos técnicos de nível médio (nas modalidades integrado, concomitante, subsequente e PROEJA), cursos superiores (tecnologia, bacharelado e licenciatura) nas diversas áreas e pós-graduação, além da parceria com o Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (PRONATEC).
Quero manifestar aqui meus cumprimentos ao Reitor do Instituto Federal do Norte de Minas Gerais, o Prof. José Ricardo Martins da Silva, com quem me reúno todas as vezes que vou a Montes Claros. Temos colocado nosso mandato à disposição do Instituto, com indicação de emendas, que estão sendo usadas para levar educação tecnológica aos jovens dos Municípios mineiros.
Além disso, o Instituto também tem como compromisso desenvolver programas de extensão e divulgação científica e tecnológica, bem como realizar e estimular a pesquisa aplicada, a produção cultural, o empreendedorismo, o cooperativismo e o desenvolvimento científico e tecnológico.
Juntamente com o Instituto do Norte de Minas, Sr. Presidente, foram criados, em 2008, outros 37 Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia, presentes em todos os Estados brasileiros, sendo 4 deles em Minas Gerais. Os Institutos ofertam educação profissional e tecnológica, em todos os níveis e modalidades, formando e qualificando cidadãos com vista na atuação profissional nos diversos setores da economia e ênfase no desenvolvimento socioeconômico local, regional e nacional.
Destaco aqui o fortalecimento do ensino técnico, Sr. Presidente, um resgate promovido ainda na gestão do ex-Presidente Lula, depois de anos de abandono e sucateamento nas administrações anteriores. Os Institutos Federais devem garantir o mínimo de 50% de suas vagas para cursos técnicos de nível médio, em especial os de currículo integrado, e pelo menos 20% para os cursos superiores de licenciatura destinados à formação de professores para a educação básica, sobretudo nas áreas de Ciências (Biologia, Física e Química) e Matemática, e para a educação profissional. Essas instituições têm exercido o papel de qualificadoras dos nossos jovens, garantindo inserção no mercado de trabalho para postos de grande importância e gerando desenvolvimento para nosso País.
Quero destacar também o papel importante do companheiro Henrique Paim como Secretário Executivo do MEC e agora como nosso Ministro da Educação.
Parabéns, Instituto Federal Norte de Minas, pelos 5 anos de instituição!
Muito obrigado.