CÂMARA DOS DEPUTADOS - DETAQ

Com redação final
Sessão: 029.4.54.O Hora: 14h20 Fase: PE
  Data: 25/02/2014

Sumário

Transcurso do 82º aniversário da instituição do voto feminino no Brasil. Necessidade de aumento da participação das mulheres na política. Transcurso do Dia Internacional da Mulher. Problemas enfrentados pelas mulheres na atualidade no Brasil.




O SR. PRESIDENTE (Amauri Teixeira) - Com a palavra o Deputado Bohn Gass.
O SR. BOHN GASS (PT-RS. Sem revisão do orador.) - Sr. Presidente, eu quero fazer aqui um registro sobre a vergonha que eu ainda sinto como pessoa do sexo masculino.
Quero lembrar que ontem foi o dia em que se comemoraram os 82 anos do voto feminino. Esta Casa, Deputada Benedita, tem apenas 45 mulheres, 9% dos Parlamentares. Então, nós ainda estamos devendo à sociedade brasileira a reforma política, para participação maior das mulheres na política e sua efetiva representação, por mais orgulho que nós tenhamos da nossa Presidenta Dilma, do PT, que coloca em todas as suas instâncias o tema da paridade entre homens e mulheres.
Daqui a uns dias nós teremos o Dia Internacional da Mulher, em 8 de março. Que isso sirva de reflexão para que tenhamos o reconhecimento maior da participação da mulher na política.
Obrigado, Presidente.

PRONUNCIAMENTO ENCAMINHADO PELO ORADOR

Sr. Presidente, Srs. Deputados e, muito especialmente, Sras. Deputadas, hoje, venho a este plenário falar de uma grande vergonha que sinto como ser humano do sexo masculino.
Ontem, lembramos o dia da conquista do voto feminino no Brasil. E não estranhem, então, quando digo que vim falar de uma vergonha em lugar de celebrar a conquista pelas mulheres do direito de voto. O que me envergonha é o fato de contarmos apenas 82 anos desta conquista.
Sim, senhoras e senhores, significa que faz menos do que 1 século que nós, legisladores, consideramos a mulher como cidadã. Éou não é de se envergonhar?
Pois bem, daqui a alguns dias celebraremos mais uma vez o 8 de Março, o Dia Internacional da Mulher. As lutas de hoje são contra a perpetuação de um machismo hediondo que ainda justifica muitos homens que continuam espancando, mutilando e matando suas mulheres. Hoje, as mulheres dirigem ônibus, empresas, nosso País e o que mais quiserem. Mas é preciso lembrar que seus salários ainda são menores do que os dos homens. E essa é uma vergonha do nosso tempo.
Aqui mesmo nesta Câmara, outro dado deveria nos envergonhar ainda. Quantas são as Deputadas Federaisdo Brasil de 2014? Se os dados não me traírem, creio que temos aqui 45 mulheres, num universo de 513 parlamentares. Estamos falando de algo em torno de 9% do total de Deputados, senhores e senhoras — 9%!
Ora, nem de longe esse percentual representa o contingente de mulheres em nossa população — aliás, as mulheres são a maioria do povo brasileiro —e muito menos representa o papel e a importância que a mulher tem e desempenha na vida desta Nação.
Assim, quando digo que me envergonho, como homem, de viver num tempo que ainda mantém sim formas discriminatórias com relação à mulher, faço-o como um pedido de desculpas, faço-o como um apelo, faço-o como um compromisso.
Assim como fez o meu partido, que já destina 50% de suas vagas nas instâncias dirigentes às mulheres, penso que o Brasil e todas as suas instituições deveriam fazer o mesmo. Às mulheres o que é das mulheres! E das mulheres é a igualdade de direitos.
Muito obrigado.


VOTO DA MULHER, ANIVERSÁRIO, MULHER, PARTICIPAÇÃO POLITICA, AUMENTO, DEFESA.
oculta