CÂMARA DOS DEPUTADOS - DETAQ

Com reda����o final
Sessão: 003.3.52.E Hora: 16:50 Fase: GE
Orador: ZONTA, PP-SC Data: 21/01/2004




O SR. ZONTA - Sr. Presidente, peço a palavra pela ordem.
O SR. PRESIDENTE (João Paulo Cunha) - Tem V.Exa. a palavra.
O SR. ZONTA (PP-SC. Pela ordem. Sem revisão do orador.) - Sr. Presidente, aproveito a oportunidade para abordar assunto de grande importância no momento em que o Brasil alcança índices inigualáveis nas exportações, especialmente no agronegócio, uma vez que em 2003 passamos a ser o maior exportador de carnes bovinas e o segundo maior exportador de frango do mundo.
A nossa preocupação reside no acompanhamento da defesa sanitária animal e vegetal. Muitas importações de material genético estão sendo autorizadas, tanto no que respeita aos bovinos e suínos, quanto aos frangos, o que tem acarretado problemas sanitários como o Mal de Aujeszky, provindo da Europa. Daqui a pouco, poderemos correr risco com a entrada de males como o da vaca louca (BSE) e o Newcastle.
A propósito, recentemente, foram registrados 5 vírus em suínos. Poderemos ser vítimas do Mal de Piers, que estácontaminando suínos nos Estados Unidos. Como ainda mais recentemente foi autorizada a entrada de bovinos da Índia, o País poderá ser vítima da peste bovina.
Por isso, para salvaguardar nossos interesses, apelamos para o Ministério da Agricultura a fim de que reexamine as autorizações de importação de material genético, especialmente de países e regiões que têm sofrido problemas. Tendo em vista a evolução que temos presenciado nas exportações, estamos despertando, sim, competições acirradas com países que podem, em pouco tempo, criar obstáculos violentos relativamente à questão sanitária.
Sr. Presidente, todos sabemos que é preciso liberar recursos para a área de defesa sanitária. Em 2003, nenhum tostão foi liberado para os Estados brasileiros promoverem a defesa sanitária. Por enquanto, estamos a salvo deaftosa e de outras epidemias. Temos de aproveitar este bom momento para proteger a saúde da população, o nosso rebanho e todo o trabalho desenvolvido na área da defesa sanitária animal e vegetal, iniciada há muitos anos.
Era a manifestação que desejava fazer nesta tarde.